Segue-nos

Mundo

Menino de 13 anos suicida-se dizendo que “a escola nada fez” para parar os bullies

Publicado

em

Um menino de 13 anos de idade, de Staten Island, Nova York, tirou a própria vida na quinta-feira depois de ter sido intimidado por colegas na escola.

Na trágica nota de suicídio, o adolescente Daniel Fitzpatrick, afirmou que seus amigos tinham deixado de falar com ele, e não gostavam dele.

O menino acusou a escola de nada ter feito, depois das queixas que apresentou na sequência do bullying que vinha a sofrer: “Os professores não fizeram nada!”

O pai de Daniel, também Daniel Fitzpatrick, postou um vídeo na sua página de Facebook no sábado para agradecer às pessoas pelo apoio.

No vídeo ele condena tanto os meninos que alegadamente “atormentaram” o seu filho como a escola que teria dito ao menino que “Vai ficar tudo bem… Estas coisas vão passar”, quando o adolescente se queixou do comportamento dos colegas para obter ajuda.

“Nenhum pai deveria ter que enterrar o seu filho. Nenhuma criança deveria ter que passar pelo que o meu filho passou.”

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING