Segue-nos

Famosos

José Carlos Malato volta a ‘acusar’ Testemunhas de Jeová: “Gentalha miserável…”

José Carlos Malato reviu um pouco da sua história na juventude, mostrando-se revoltado com o que (revela) ainda acontece nos dias de hoje…

Publicado

em

Por

José Carlos Malato volta a ‘acusar’ Testemunhas de Jeová: “Gentalha miserável…”
José Carlos Malato/ Instagram

Não é a primeira vez que José Carlos Malato fala sobre este assunto. O apresentador da RTP, que em tempos revelou que a sua situação familiar era difícil, nomeadamente a relação com a mãe devido à religião que segue  e pratica fervorosamente.

“Sou desassociado há mais de 30 anos das Testemunhas de Jeová e, por essa razão, a minha mãe foi proibida/proibiu-se (?) de privar comigo e com a minha irmã, vir a nossa casa, tirar fotografias, andar connosco na rua. Porque somos desassociados desta organização fundamentalista e radical e, eu, porque sou gay.”, partilhou na altura nas redes sociais.

Ontem, José Carlos Malato voltou a falar sobre esta religião e não poupou nas criticas. O apresentador conheceu um rapaz que diz ser mais uma ‘vitima’ dos ‘mandamentos’ desta religião ao ser “ostracizado e desprezado” pelos pais por ter escolhido sair desta igreja.

“Fico devastado com os relatos pungentes de filhos/familiares de Testemunhas de Jeová que, por deixarem a religião, são maltratados pelos pais/família, abandonados, postos fora de casa, ostracizados, desprezados.” , começa por revelar.

O apresentador relembrou o que aconteceu consigo mas que conseguiu ultrapassar. No entanto sabe que existem inúmeros caso de quem não teve a sua força ou capacidade de superar tais situações e isso deixa-o revoltado.

“Eu próprio passei por um processo idêntico quando tinha 18 anos. Felizmente, consegui ultrapassar, relativamente, essa rejeição (mais uma) e manter-me à tona de água. Mas há quem não consiga e esteja completamente à deriva.Hoje encontrei-me com mais um ser completamente perdido. Privado de uma infância e adolescência normais, obrigado a confrontar-se com questões complexas e inapropriadas para a sua idade, foi depois abandonado pela comunidade e pelos próprios pais – já na idade adulta – por questionar a pertinência de tais ensinamentos.”, pode ler-se.

José Carlos Malato foi duro nas palavras para descrever o que pensa e sente pela religião que diz usarem a Bíblia, bem como a palavra de Deus para destruir psicologicamente  quem os segue :

“Nunca fui de atacar e denunciar estas práticas porque esta gentalha miserável alimenta-se e fortifica-se de quem os critica alegando que é um ‘sinal dos tempos’ e o cumprimento das profecias bíblicas. Mas há limites! Hoje, por empatia com aquele rapaz destroçado e sem vislumbre de futuro com quem me cruzei, uso o megafone da minha posição privilegiada para denunciar as práticas desta associação de malfeitores que usa Deus e a sua interpretação da Bíblia para destruir, ao invés de construir. Para arruinar vidas. Para condenar as pessoas a um Armagedão psicológico e deixar a sua alma em carne viva”, pode ler-se ainda.

Veja aqui:

 

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais...

COMENTÁRIOS

TRENDING