Segue-nos
PUBLICIDADE

Vida

Vídeo prova, de forma brilhante, que NUNCA devemos julgar os outros pela aparência

PUBLICIDADE

Publicado

em

Por

Este é um dos grandes princípios de vida: respeitar o outro e não o julgar. Mas este vídeo, publicado na página de Facebook do site Little Things, torna o princípio bem explícito.

PUBLICIDADE

Um homem, bem vestido, estava no aeroporto onde havia um negócio fantástico. “Eram 5 donuts por 5 dólares”, explica.

“Compro os donuts, sento-me a ler o jornal e, à minha frente, senta-se um homem com mau aspeto…”, conta, acrescentando: “Ele dá.me um sorrio, mas eu não lhe retribuo. De repente, oiço um barulho sobre a mesa. Baixo o jornal para ver do que se trata e reparo que o homem enfiou – literalmente! – a mão dele dentro do meu saco de donuts! Que lata! Não queria acreditar! Mas penso: ‘Bom, ele provavelmente é um sem-abrigo, deve precisar mais dos donuts do que eu’. Ainda tenho 4 donuts para comer e nunca os iria comer todos, de qualquer forma…”, confessa.

E, continuando a contar a história, o homem explica que pouco lhe importa que o homem que estava à sua frente lhe tenha tirado um… “O que isso interessa? Tiro também um para mim e continuo a ler o jornal… Oiço outra vez o barulho sobre a mesa e percebo que o homem tem outra a mãe dele dentro do meu saco de donuts! Dá uma dentada e eu penso: ‘Que coisa!’ Aí começo a ficar um bocado furioso, confesso.” Mas tinha aberto um precedente e nada podia fazer, como diz: “Um precedente tinha sido aberto e agora não podia fazer nada. Tiro um para mim, agressivamente.”

Entretanto, alguns minutos passam… “E no altifalante ouvem-se as próximas partidas. O homem começa a arrumar as suas coisas. Chega ao fim da mesa e pára. Eu olho-o pelo canto do olho. Inacreditavelmente, ele alcança o meu saco, tira o último donut! E eu penso: ‘A sério?!’ Ele parte o último donut em dois, dá-me metade. Agarro em metade, completamente incrédulo. Ele acena-me e vai embora.”

PUBLICIDADE

Enquanto pensa no que tinha acabado de acontecer, o homem bem vestido levanta-se. “Oiço a chamada para o meu voo. Levanto-me, agarro o meu saco e o meu casaco e, debaixo do meu casaco está o meu saco de donuts!”

Resumindo: “Não só eu tinha estado a comer os donuts daquele homem o tempo todo, sem ele ter dito nada, como ele ainda teve a humildade de partir metade do último donut e dar-me a mim.”

Brilhante lição de vida, não? Partilha com todos os teus amigos!

PUBLICIDADE

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING