Segue-nos

Música

Taylor Swift em nova polémica: “Este é o meu pior cenário. É o que acontece quando assinas um contrato aos quinze anos…”

Taylor foi surpreendida com a compra dos originais do seu trabalho…

Publicado

em

Taylor Swift / instagram

Taylor Swift está prestes a lançar o seu novo  álbum.

A cantora, que recentemente começou a promoção do seu novo trabalho com o lançamento dos singles “ME” e ” You Nedd to Calm Down”, música que encerrou finalmente a sua eterna zanga com Katy Perry, parece que regressou ao passado de ‘troca de galhardetes’  nas redes sociais.

Através do seu instagram, a cantora pediu aos fãs que lessem o texto que partilhou sobre o negócio que o dono da  sua antiga editora, Big Machine Records,  fez  ao vender a empresa ao empresário de Justin Bieber, Scooter Braun, ficando desta forma proprietário  de praticamente todo o seu reportório original (‘masters’).

Taylor Swift soube através da comunicação social sobre o negócio, e mostrou-se deveras “chocada e enojada”, e fez questão de comunicá-lo aos fãs justificando o porquê e como, segundo ela o negócio foi feito de má fé.

No seu testemunho sobre o assunto, Taylor Swift começa por revelar que durante muito tempo quis comprar a sua música e que a editora sempre lhe negou essa possibilidade:

“Por anos eu pedi, implorei por uma oportunidade de ser dona do meu trabalho. Em vez disso, tive a oportunidade renovar com a Big Machine Records e ‘ganhar’ um álbum de volta de cada vez, um para cada novo que eu entregasse.”

Taylor Swift xplica que foi essa a razão pela qual decidiu rescindir com a Big Machine Records, sabendo que inevitavelmente esta situação iria acontecer: “Saí porque sabia que uma vez que assinasse esse contrato, Scott Borchetta  venderia a gravadora, vendendo assim a mim e meu futuro. Eu tive que fazer a escolha excruciante de deixar para trás o meu passado. Músicas que escrevi no chão do meu quarto e vídeos que sonhei e paguei com o dinheiro que ganhei tocando em bares, depois clubes, depois arenas, depois estádios.”, lê-se

Só não esperava que fosse vendida à pessoa que foi, pois segundo ela, Scooter Braun, desde sempre a tem desrespeitado:

“Algumas curiosidades sobre as notícias de hoje: soube da compra das minhas gravações originais pelo Scooter Braun, conforme anunciado ao mundo. Tudo o que eu conseguia pensar era no incessante e manipulador bullying que eu recebi de suas mãos por anos.”

Para melhor expor os seus argumentos, Taylor Swift reaviovou a memória dos mais distraídos rebuscando o seu desentendimento com Kim Kardashian e Kanye Wets, referindo que o empresário em causa teria estado também por detrás de todo este processo e chamou ainda Justin Bieber à conversa:

“Como quando Kim Kardashian orquestrou o vazamento de um trecho de um telefonema ilegalmente gravado e, em seguida, Scooter reuniu seus dois clientes para me intimidar on-line sobre isso. (Ver foto) Ou quando o seu cliente, Kanye West, organizou um vídeo pornô de vingança que expunha o meu corpo nu. Agora a Scooter me tirou o trabalho da minha vida, que eu não tive a oportunidade de comprar. Essencialmente, meu legado musical está prestes a ficar nas mãos de alguém que tentou desmantelá-lo.”

“Este é o meu pior cenário. É o que acontece quando você assina um contrato aos quinze anos com alguém para quem o termo ‘lealdade’ é claramente apenas um conceito contratual. E quando esse homem diz ‘a música tem valor’, ele quer dizer que seu valor é devido a homens que não participaram da criação.”, escreve.

Revoltada, Swift confessa que nunca na vida considerou que isto fosse possível, revelando que sofreu bastante “às mãos” desta pessoa que agora era a dona do seu trabalho de uma vida:

“Quando deixei meus ‘masters’ nas mãos de Scott, fiquei em paz com o fato de que, eventualmente, ele os venderia. Nunca em meus piores pesadelos imaginei que o comprador seria Scooter. Toda vez que Scott Borchetta ouviu as palavras ‘Scooter Braun’ escaparem de meus lábios foram quando eu estava chorando ou tentando não chorar. Ele sabia o que estava fazendo; ambos fizeram. Controlando uma mulher que não queria estar associada a eles. Na perpetuidade. Isso significa para sempre.”

E termina com a mensagem sobre a sua mudança de editora e deixa conselho aos mais novos artistas:

“Felizmente, agora estou de contrato assinado com uma gravadora que acredita que eu devo possuir qualquer coisa que eu crie. Felizmente, deixei meu passado nas mãos de Scott e não o meu futuro. E, esperançosamente, jovens artistas ou crianças com sonhos musicais lerão isso e aprenderão sobre como se proteger melhor em uma negociação. Você merece possuir a arte que você faz. Eu sempre estarei orgulhosa do meu trabalho anterior. Mas para uma opção mais saudável, o ‘Lover’ será lançado no dia 23 de Agosto.  Triste e atordoada”

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING