Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Príncipe Harry quebra o silêncio: “Quero que ouçam a verdade da minha boca”

PUBLICIDADE

Num discurso de agradecimento, Harry falou sobre o poder da imprensa na decisão que tomou com a sua esposa Meghan Markle…

Publicado

em

Por

The Duke and Duchess of Sussex / instagram

Quase duas semanas após o anuncio de que os duques de Sussex tomaram a opção de deixar de ser membros séniores da Família Real Britânica, para trabalharem e assim se tornarem independentes financeiramente, o filho mais novo de Diana, o Principe Harry,  falou pela primeira vez sobre o assunto.

PUBLICIDADE

Após a reunião que teve na passada semana com a sua avó, a Rainha Isabel II e a sua família, para se decidir a forma mais adequada desta saída, e depois do comunicado da Rainha sobre o assunto, Harry decidiu falar pela primeira vez sobre a sua decisão, ontem, durante um evento de caridade que apoia jovens e crianças portadoras de HIV do Lesoto e do Botswana.

Num discurso longo, oirmão de William começou por dizer que pretendia esclarecer e desmistificar o que muito se tem escrito sobre a sua saída:

“Antes de começar, devo dizer que imagino o que vocês têm ouvido ou lido nas últimas semanas. Então, quero que ouçam a verdade vinda de mim, tanto quanto eu puder partilhar, não como um príncipe ou um duque, mas sim como Harry, a mesma pessoa viram crescer nos últimos 35 anos, mas com uma perspectiva mais clara”

PUBLICIDADE

Harry assumiu-se como um verdadeiro patriota e que o seu amor e respeito pelo país e pela família real nunca foram postos em causa, agradecendo o carinho com que o país recebeu aquela que foi a pessoa por quem se apaixonou e casou:

O Reino Unido é a minha casa e é o lugar que eu mais amo. Isso nunca mudará. Eu cresci a sentir o vosso apoio e vi como receberam a Meghan de braços abertos ao ver-me encontrar o amor e a felicidade que eu esperava. (…) É a mulher por quem me apaixonei.”, continuou.

Harry quis reforçar aos jornalistas presentes que ele e a sua esposa tentaram de tudo após o casamento, e que estavam entusiasmados para servir a o país e a coroa: Nós fizemos de tudo para “astear” a bandeira e cumprir os nossos papéis com orgulho.”, revelou confessando que foi por isso, com grande tristeza, que tomaram a decisão de abandonar as suas funções como membros da família real, mas segundo o mesmo não havia outra opção.

PUBLICIDADE

“A decisão que tomei de eu e a minha esposa recuarmos não foi tomada de ânimo leve. Foram muitos meses de conversas depois de tantos anos de desafios. E eu sei que nem sempre fiz bem as coisas, mas no que diz respeito a isto, realmente não havia outra opção. O que eu quero deixar claro é que não estamos a ir embora, certamente que não. A nossa esperança é continuar a servir a rainha, a comunidade e as minhas associações, mas sem o financiamento público. Infelizmente, não foi possível que assim fosse.

View this post on Instagram

Earlier this week, The Duke and Duchess of Sussex returned to visit the women of The Hubb Community Kitchen and “Together, Our Community Cookbook.” These women came together in the wake of the Grenfell tragedy to cook meals for their families and neighbours who had been displaced from the fire. With funds from the successful cookbook, they have now been able to share their spirit of community with so many more. The Hubb continues to work with local organisations to build hope, bring comfort and provide not simply a warm meal, but with it, a sense of togetherness. The Duke and Duchess were so happy to reconnect with the women and hear about the projects they continue to develop to help those in their community and beyond. Image © SussexRoyal

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

O filho da falecida Princesa Diana acusou a imprensa de ter um papel preponderante na sua decisão, acusando-a de ser “uma força poderosa” .

«Quando perdi minha mãe, há 23 anos, vocês abraçaram-me, cuidaram de mim! Mas os media são uma força poderosa e a minha esperança é que um dia a nossa força [minha e da Meghan] possa ser mais poderosa, porque isso é muito maior do que nós».

Harry encerrou o seu discurso com palavras de gratidão à sua avó, à família e ao povo britânico, garantindo que não deixará nunca de servir o seu país:

PUBLICIDADE

Vou ter sempre o maior respeito pela minha avó, a minha comandante, e sou-lhe muito grato, a ela e ao resto da família, pelo apoio que deram a mim e à Meghan nos últimos tempos. Vou continuar a ser o mesmo homem, que ama o seu país e dedica a sua vida a apoiar causas, instituições de caridade e comunidades militares, que são tão importantes para mim. Vocês ensinaram-me muito sobre a vida. Este papel ensinou-me aquilo que é certo e coisas que jamais poderia imaginar. Estamos a dar um salto de fé. Obrigado por me darem coragem e aceitarem isto. Próxima etapa!», terminou, visivelmente emocionado.

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais...

COMENTÁRIOS

TRENDING