Mundo

Polícia morto ontem em Paris tinha 37 anos. Família a amigos em choque

A vítima era polícia há cerca de seis anos anos em Paris. Os colegas lamentaram a morte, e asseguram que estão a apoiar a família…

O atentado terrorista de ontem em Paris, tirou a vida a Xavier Jugelé, um polícia de 37 anos.

Xavier era homossexual, e pertencia a uma associação de defesa dos diretos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros). A associação “Flag”, que defende a comunidade LGBT em profissões ligadas às forças policiais, partilhou nas redes sociais uma homenagem ao polícia:

“Nunca te esqueceremos, Xavier”

A vítima era polícia há cerca de seis anos anos em Paris. Os colegas lamentaram a morte, e asseguram que estão a apoiar a família.

Gémeas imitam cena do filme «Frozen»

“Foi morto em missão e todos os nossos pensamentos estão com os seus colegas e entes queridos, que a comunidade policial francesa tem apoiado desde a tragédia da noite de quinta-feira”, afirmou Céline Berthon, da União de Comissários da Polícia Nacional. O

Xavier Jugelé esteve presente na reabertura da sala de espectáculos Bataclan, no dia 12 de novembro de 2016. Na altura, o polícia falou à revista People: “Fico feliz por estar nesta reabertura tão simbólica. Hoje estamos todos aqui como testemunhas. Estamos aqui em defesa dos valores cívicos, em defesa da humanidade. Este concerto é para celebrar a vida. Para dizermos “não” aos terroristas”.

To Top