Segue-nos

País

Pai de Valentina transportado para o hospital com cortes no corpo, avança a TVI

Sandro Bernardo foi transportado ao hospital com ferimentos considerados graves, avança a estação…

Publicado

em

Por

Reproduções | Redes sociais

O pai de Valentina, a menina de 9 anos de idade que foi encontrada sem vida no passado domingo, 10 de maio, foi esta sexta-feira, transportado do Estabelecimento Prisional de Lisboa para o hospital com cortes no corpo, avança a TVI24.

Segundo a estação, os cortes terão sido alegadamente feitos pelo próprio e terão alguma gravidade.

De recordar que o pai e a madrasta de Valentina estão detidos em prisão preventiva, fortemente indiciados pelo crime de homicídio qualificado, profanação de cadáver e violência doméstica.

O caso foi comentado ontem quinta-feira, 14 de maio, na rubrica “Crónica Criminal” do “Você na TV”, da TVI.

Presentes na emissão estiveram o jornalista da TVI Miguel Fernandes e a advogada Suzana Garcia, para abordar o caso que levou à prisão preventiva do pai da menina, Sandro, e da madrasta, Márcia.

O jornalista revelou no programa três citações do despacho do Ministério Público sobre o crime, e que impressionaram os presentes em estúdio e os espectadores:

“Água muito quente no corpo todo. Palmadas no rabo. Mãos no pescoço chegando a asfixiá-la”, “Pancada com muita força na cabeça que lhe provocou uma hemorragia e a queda na banheira” e “A menor tinha os olhos abertos, olhava fixamente para ela [madrasta] com olhar de pedido de ajuda”, começa por referir o jornalista.

“A Valentina, depois de ter sido agredida, torturada, há um momento em que olha para a pessoa que estava na casa de banho que não lhe estava a bater, que na cabeça dela poderia ser a pessoa que a podia ajudar”, revelou ainda Miguel Fernandes.

Impressionada com o caso, a advogada Suzana Garcia também comentou o caso: “A primeira agressão foi no dia 1. A menina foi sujeita a diversas e múltiplas agressões no dia 1 de maio e neste dia, da agressão final, a madrasta foi com o pai para dentro da casa de banho, fecham a porta e está a auxiliar os pais nas agressões, e quando não está a auxiliar, está parada a olhar para uma menina, ela mesmo mãe de duas meninas e de um menino??!”, questionou a advogada.

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING