País

Morreu o bombeiro de Castanheira de Pêra que tentou salvar família encurralada pelo fogo

O bombeiro de Castanheira de Pêra que estava hospitalizado em estado muito grave morreu hoje. Sobe assim para 63 o número de vítimas mortais dos incêndios na zona de Pedrógão Grande.

Um bombeiro que “de forma voluntária, mas não negligenciada, tentou salvar a vida dos outros”, disse o responsável da liga dos Bombeiros Jaime Marta Soares.

Tinha 40 anos, era casado, e com um filho. Até ao momento o balanço é o seguinte: 63 mortos e 134 feridos. 150 famílias desalojadas.

O Presidente da República visitou hoje novamente o posto de comando da Proteção Civil em Avelar, Ansião, para conhecer com detalhe a situação dos incêndios.

Até ao momento há 134 feridos, entre os quais 121 civis, 12 bombeiros, e um militar da GNR.

Segundo Luís Meira, presidente do INEM, dos 134 feridos, seis estão em estado grave: quatro bombeiros e dois civis.

COMENTÁRIOS

To Top