Segue-nos

Mundo

“Milagre” salva menino de 10 anos que caiu e ficou com um espeto de churrasco na cabeça

Publicado

em

Xavier Cunningham, um menino de 10 anos de idade, que vive em Harrisonville, Missouri, Estados Unidos, sobreviveu de forma “milagrosa”, depois de cair de uma “casa na árvore” e ficar com um espeto de carne de metal atravessado na cabeça.

Embora o espeto tenha perfurado o crânio da criança, Xavier sobreviveu e está a recuperar da operação feita no Hospital da Universidade do Kansas.

O espeto entrou em bochecha, à altura do nariz, e saiu na nuca, mas não tocou nos olhos, na medula ou qualquer vaso sanguíneo importante, como conta o The Kansas City Star.

Koji Ebersole, diretor de neurocirurgia endovascular no Hospital da Universidade de Kansas, onde o menino foi submetido a uma operação de alto risco para remover o espeto no último fim-de-semana, explica ao jornal que este é um “em um milhão de casos, em que um objeto pontiagudo penetra “13 ou 15 centímetros da face para trás [da cabeça] e não toca” em nenhum ponto-chave.

O acidente aconteceu no sábado à tarde, quando a criança brincava com os seus amigos no jardim de um vizinho e sofreu o ataque de um enxame de vespas. O menino tentou livrar-se dos insetos descendo as escadas quando perdeu o equilíbrio, e caiu sobre o espeto.

“Eu ouvi gritos e corri para baixo”, disse a mãe da criança, Gabrielle Miller, que estava a chegar a casa naquele momento.

O menino, que se sentiu “algo quente na cara”, percebeu depois o que tinha acontecido, e estava mais assustado pelas vespas do que pelo espeto, explicou a mãe ao Washington Post.

Mundo

Casal adotou 7 irmãos que viviam num orfanato, mesmo a tempo do Natal

Publicado

em

Depois de entrarem e saírem de um orfanato várias vezes, sete irmãos no Arkansas, nos Estados Unidos, têm finalmente um lar para sempre, e uma família para passar o Natal.

As sete crianças são as mais recentes adições à família de Terri e Michael Hawthorn, que agora inclui agora 13 crianças.

Os Hawthorns cuidaram de várias crianças desde que decidiram se tornar-se pais adotivos há vários anos atrás, revelou a KTHV.

“As nossas primeiras palavras foram: ‘OK, faremos isso por alguns anos, mas não adotaremos'”, disse Terri Hawthorn.

Mas Hawthorn não “cumpriu” esse compromisso, depois de conhecer dois irmãos.

Neste mês de dezembro, o casal adotou os sete filhos, que estavam para adoção há quase três anos.

“É bom ter uma família para acordar todas as manhãs”, disse Kyndal Hawthorn.

“Quando cheguei aqui, eu estava tipo, oh meu Deus, nós temos as nossas próprias camas”, disse Layna Hawthorn.

Antes de conhecerem os Hawthorns, as crianças às vezes tinham que ir para uma casa adotiva, sem uma cama para dormir ou comida para comer, de acordo com KTHV.

“É tão bom saber que temos uma família agora e não precisamos ir para nenhum outro lugar”, disse Dawson Hawthorn, o irmão mais velho.

Terri Hawthorn chama isso de bênção.

“Eles são uma bênção”, disse ela. “Todos os dias essas crianças acordam e estão a rir, felizes, e vemos isso nos sorrisos nos seus rostos, é o que faz valer a pena.”

“Este foi o melhor Natal que poderia ter, sabendo que tenho uma mãe e meu pai”, disse Kyndal.

Michael Hawthorn disse à WFLA 8 que ele e sua esposa adotaram dois bebés em abril, depois os sete em dezembro. Os Hawthorns também têm quatro filhos biológicos.

Michael Hawthorn postou este comovente comentário sobre seus sete novos membros da família no Facebook.

“Hoje é oficial, estes 7 irmãos mudaram o seu sobrenome para Hawthorn. Muitas orações por essas crianças nos últimos dois anos e meio. Obrigado Pastor Steve por ter vindo, e um enorme obrigado a Alan Clark…”

A maioria das pessoas da minha idade só se preocupa com a reforma (isso seria bom), mas, acima disso, optámos por investir na vida destas crianças. Eu e Terri passámos de 4 filhos para 13…”

As crianças fizeram um vídeo adorável sobre a sua nova família.

Veja aqui:

Continuar a ler

TRENDING