Segue-nos
PUBLICIDADE

Familia

Menina de 15 anos matou-se por ter medo que o ex-namorado divulgasse fotos íntimas

PUBLICIDADE

O boato de que o ex-namorado teria publicado as fotos correu pela pequena cidade, e pela escola… Foi o suficiente para esta tragédia acontecer…

Publicado

em

Por

O suicídio desta adolescente, relacionado com a divulgação de fotos intimas na internet, está a deixar o mundo digital em estado de choque…

PUBLICIDADE

Karina Saifer Oliveira, uma menina brasileira com apenas 15 anos, decidiu pôr termo à sua própria vida, e a o tema suicídio voltou a ganhar expressão na esfera pública.

A adolescente temia que as suas fotos intimas fossem divulgadas na internet por um rapaz com quem se tinha relacionado e acabou por cometer suicídio.

O corpo foi encontrado no passado dia 7 de novembro, pela própria mãe – Angela Saifer, de 46 anos – e o tema ganhou contornos significativos depois de o site BuzzFeed ter feito uma notícia sobre a morte da jovem.

PUBLICIDADE

Tudo aconteceu em Nova Andradina, Mato Grosso do Sul, Brasil. A adolescente era aluna do primeiro ano do ensino secundário em Nova Andradina, uma cidade a 300 quiómetros de Campo Grande.

Karina passava os dias entre a casa da mãe e a do pai, Aparecido Oliveira, de 47 anos, segurança da escola pública onde estudava, a escola Nair Palácio de Souza.

A mãe confessa que nunca terá percebido que a filha passaria por algum tipo de problemas. Já o pai confessa que a filha terá tido com ele uma conversa onde terá desabafado desconforto em relação às fotos que tirou com o referido rapaz, sentindo-se “vulgar”. Karina terá, ainda, confessado outros problemas, relacionados com colegas de escola que a perseguiam por causa do seu cabelo encaracolado, que era constantemente alisado para evitar ser o centro das atenções.

PUBLICIDADE

Outro facto intrigante está, ainda, associado a este caso. Para alem de perderem a adolescente, os familiares de Karina tiveram, ainda, de lidar com a divulgação de fotos da filha enforcada, depois de as receberem via WhatsApp. Somente o perito e a polícia tiveram acesso ao local. As autoridades estão, neste momento, a tentar apurar quem foi o responsável.

Nas redes sociais, foram muitos os que se mostraram surpresos e revoltados com o sucedido, mas houve, também, quem se indignasse com a própria adolescente, alegando que nunca deveria ter permitido que lhe fossem tiradas as fotografias em questão. Divulgar um conteúdo intimo sem autorização é crime.

 

O suicídio é considerado um problema de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde. Entre 2011 e 2015 ocorreram 55649 óbitos por suicídio no Brasil.

PUBLICIDADE

Os especialistas explicam que são vários os fatores que podem estar na origem de tal ato.

Em declarações ao site Bhaz, o psicólogo Eduardo Lucas Andrade explica que uma das principais causas pode ser a de tentar curar a dor que a pessoa está a sentir e colocar um ponto final nessa dor: “A pessoa que se mata não sente um desejo de morte em si, mas busca, sim, curar dores existenciais através de um ato auto-agressivo que vê como a única saída. Em muitos casos, essas tendências em tirar a própria vida ganham ares de novidade e de descoberta de novos rumos de vida. Pessoas de qualquer idade estão sujeitas, os adolescentes em seus embaraços, as crianças nos chamados acidentes e nos adultos com as suas perdas, destacando-se, aqui, a perda de esperança”, explica.

Em Portugal, há várias linhas de apoio:

www.sosvozamiga.org

PUBLICIDADE

http://www.telefone-amizade.pt/site/suicidio/

http://www.vozdeapoio.pt/

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING