Segue-nos

Animais

Maya, a gatinha que ia ser abatida por ser “demasiado feia”

Publicado

em

Maya foi resgatada pelo The Odd Cat Sanctuary, um grupo de resgate situado em Salem, Massachusetts, nos Estados Unidos, de um lugar que executa os animais que não encontram um lar que os queira adotar. Tinha oito meses de vida.

Por ser considerada “demasiado feia” e por, consequentemente, ninguém a querer adotar, a pequena Maya tinha os dias contados. Até o The Odd Cat Sanctuary a ter encontrado e a ter resgatado.

Posteriormente, percebeu-se que Maya não era apenas feia, mas sofria de uma anomalia cromossómica.

“Ela nasceu com um distúrbio cromossómico. Tem problemas de visão e baixa estatura, mas o que não tem em tamanho, compensa em personalidade, que rapidamente conquista o coração de todos!”, lê-se, no post divulgado na página de Facebook da instituição.

Bastou a divulgação do referido post para Maya encontrar, finalmente um lar que a acolhesse. Apesar da sua condição cromossomática, Maya é uma gatinha saudável e vive feliz na sua nova casa, com alguém que a ama verdadeiramente.

Muitos são os gatos que vivem de forma negligenciada, por terem nascido como Maya e por não terem a sorte que Maya teve: “Ela é muito doce e brincalhona, como todos os gatinhos e quase está a ser promovida a cão!” diz a sua nova dona, Lauren, em entrevista ao site iizcat.com, acrescentando: “A anormalidade cromossómica de Maya significa apenas duas coisas: a sua visão não é perfeita – tem os olhos (adoravelmente!) vacilantes e então temos de lhe dar um pouco mais de atenção e de brincar um pouco mais com ela… E espirra muito, devido ao formato do seu nariz.”

Lauren finaliza, afirmando que Maya é uma gata totalmente saudável e que o facto de ser diferente serve apenas de extra para que a ame ainda mais!

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

TRENDING