Familia

Mãe que adiou tratamento a cancro de pele para dar à luz gémeos não resistiu

Quando Danielle Dick começou a ter dores de cabeça intensas, ela pensava que seria apenas mais um sintoma da gravidez de gémeos.

No entanto, as dores aumentaram, ao ponto de já não conseguir falar. Na altura, Danielle estava grávida de 17 semanas, quando foi levada para o hospital, onde descobriram que ela tinha um melanoma metastático avançado, como conta o The Sun.

O melanoma é o tipo de cancro da pela mais grave, e já se tinha espalhado para outras partes do corpo, como a cabeça e o abdómen.

A hipóteses de sobrevivência eram de apenas 20% e poderia ficar livre da doença por pelo menos mais cinco anos mas, Danielle, na altura com 31 anos, optou por adiar o tratamento, arriscando a vida, até dar à luz os filhos, dois meses antes do previsto.

A mãe corajosamente levou para a frente a gravidez, e deu à luz o filho Colby e a filha Reagan em julho do ano passado. Danielle e o seu marido Tyler já eram pais da filha Taylor, nascida em 2015.

Quase imediatamente após o nascimento dos gémeos, Danielle começou um tratamento intensivo, mas infelizmente não resistiu.

Escrevendo numa página no GoFundMe, criada pela família, a irmã de Danielle, Rachel Miller, revelu:

“A doença leptomeníngea espalhou-se mais rápido do que se esperava. Houve tempo suficiente para que a família conseguisse chegar a Houston para passar algum tempo com ela. Tyler estava deitado com ela quando ela faleceu pacificamente. Estamos todos de coração partido, devastados, e não podemos imaginar uma vida sem Danielle.”

COMENTÁRIOS

To Top