Segue-nos

Famosos

Luciana Abreu revela que na infância foi obrigada a assistir a filmes para adultos…

Publicado

em

Foi no passado sábado que Luciana Abreu esteve em “Alta Definição”, o programa de Daniel Oliveira na SIC, e contou em primeira mão ao apresentador tudo o que aconteceu nos últimos meses da sua vida.

A entrevista começa com a experiência difícil que passou com o nascimento prematuro das pequenas, Amoor e Valentine.

Na entrevista a Daniel a cantora e actriz revelou que : “Foi um momento muito dramático, muito violento para toda a família. O Daniel completamente desnorteado, sem saber o que fazer, atrás da ambulância” e que os primeiros dias na maternidade foram de muita dor e impotência perante a situação: “Eu tenho-as e não posso pegar nelas, eu tenho-as e não posso tocar nelas, foi a minha maior dor e depois chega a fase em que tu podes tocar mas ate tens medo porque o tamanho do teu dedo é gigante à beira delas”, disse emocionada.

Mas na entrevista Luciana também falou dos seus problemas sobre os desentendimentos com a “família de sangue”, e as revelações são avassaladoras: 

“Durante muitos anos  eu fui chantageada, que se eu não fizesse isto ou desse aquilo ia arrepender-me para o resto da minha vida, que ia perder o meu trabalho, que iam fazer trinta por uma linha para me destruir. Disseram-me mesmo isto: «eu vou-te destruir» .

Respondendo a Daniel, que lhe perguntou se se referia a pessoas próximas de si, a cantora confirmou dizendo “muito próximas, do seu sangue” e esclarece que houve uma altura que disse basta:

“Eu pensei, perdido por 100 perdido por mil, as pessoas quando se gostam não fazem isto…”.

Luciana explicou ainda que trabalhou muito, começou cedo, muito nova, que não teve uma adolescência e, principalmente, estava a tirar às suas filhas para dar a quem não merecia:

“Eu estou a tirar ás minhas filhas para dar a quem não merece… trabalhei desde muito cedo, trabalhei muito, não gozei a minha adolescência”, conta.

Mas foi a revelação que fez sobre a sua infância, e que não se conhecia até aqui, que está a dar que falar. Luciana Abreu conta que foi raptada durante dois anos, sem que ninguém a pudesse contactar por um elemento da família que queria ser aceite no seio familiar.

Daniel Oliveira questionou a cantora sobre o momento mais marcante da sua infância e Luciana revelou:

“Foi o dia em que me disseram, ‘anda comigo e já voltas…” eu estive dois anos incontactável, foi dos 10 aos doze”.

Luciana explica que, foi levada para longe e, sem revelar a identidade de quem o fez, revela que o seu regresso se deve ao facto da pessoa que a raptou querer ser aceite pela família: ” A pessoa em causa me usou para voltar a ser aceite na família.”

Quando questionada por Daniel sobre o que uma criança não deve ver em casa, Luciana dá o seu exemplo como o que não devia ter visto, mas viu. Que entre os 5 e os 14 anos foi obrigada a assistir a filmes pornográficos, a presenciar violência doméstica e que aos 14 anos saiu de casa por já não aguentar mais. : “violência domestica, filmes pornográficos… com 5,6, 7,8,9,10,11, 12 até aos meus 14 anos que foi quando eu disse ‘vou-me embora’, e com 14 anos  eu saí com uma trouxa de roupa de casa… ninguém quer levar porrada todos os dias Daniel”.

Vê aqui o programa completo:

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING