Segue-nos

Famosos

Luciana Abreu reage após entrevista de João Moura Caetano e lança ‘farpas’: “Sou imune a quem me quer derrubar….”

Luciana Abreu concedeu uma entrevista e parece ter enviado algumas ‘farpas’ a quem comenta a sua vida…

Publicado

em

Por

Luciana Abreu reage após entrevista de João Moura Caetano e lança ‘farpas’: “Sou imune a quem me quer derrubar….”
Luciana Abreu / Instagram

Luciana Abreu e João Moura Caetano viveram uma relação de quase um ano, que terminou recentemente, tal como foi confirmado por Léo Caeiro no programa da CMTV ‘Manhã CM’ (ver aqui).

Nos dias seguintes, a atriz e cantora deu algumas entrevistas em que falou sobre o fim do namoro, deixando ainda críticas e acusações ao cavaleiro, às quais João Moura Caetano reagiu, em entrevista a Manuel Luís Goucha, como aliás pode rever aqui.

Agora, e em entrevista à revista ‘Nova Gente’, Luciana Abreu falou um pouco mais sobre esta separação. “Não mudava nada. O que vivi está vivido e não olho para trás”, começou por realçar, no que respeita à relação que viveu.

Luciana Abreu preferiu não se alongar muito mais sobre os motivos que levaram à rutura, no entanto deixou uma ‘garantia’: “Tudo o que tinha de dizer ou escrever está concluído. Sou imune a quem me quer derrubar, caluniar ou simplesmente ironizar, mas não admito dissimulação, portanto manter-me-ei como sou. Em tempo oportuno falarei, se for necessário”.

A cantora, que marca presença todas as semanas no programa da SIC ‘Domingão’, deixou ainda uma mensagem a quem continua a opinar sobre a sua vida: “Apesar de quererem denegrir a verdade, com mentiras deploráveis e acusando-me de ameaças, lamento que, em pleno século XXI, as mulheres não se protejam, e sejam até as impulsionadoras para a sua desvalorização”, começou por lamentar.

E foi mais longe, destacando que existe um “grupo” que “inventa” muito sobre si, sem nunca referir nomes: “Existe um grupo que tem por fim atacar, e eu sou quase sempre a visada, talvez seja para um fim benemérito, mas infame. Este tal grupo inventa fontes, com gracejos e risadas de malvadez. Já eu não me escondo atrás de fontes, fontanários ou bicas, mas aquilo que tenho a dizer, disse, digo e direi sempre. Para mim, esse grupo não passa de coisa nenhuma e não são mesmo coisa nenhuma”.

Leia a entrevista na íntegra na edição desta semana da revista ‘Nova Gente’.

COMENTÁRIOS

TRENDING