Segue-nos
PUBLICIDADE

Animais

Gato “motoqueiro” que “invadiu” directo de TV, ficou viral nas redes sociais (outra vez)

Publicado

em

Gato “motoqueiro” que “invadiu” directo de TV, ficou viral nas redes sociais (outra vez)

Chamas-se Chiquinho, o gato que foi o protagonista de uma das imagens mais virais deste mês de Janeiro, no Brasil.

No meio de uma verdadeira guerra na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, o gato “invadiu” um directo da Globo.

PUBLICIDADE

Tudo aconteceu quando um repórter fazia um directo no sábado, dia 27, após uma tarde de conflitos entre os traficantes e a polícia.

Vários espectadores perceberam, no fundo da imagem, que um homem que passava de mota, carregava consigo um gato que estava a usar óculos escuros.

Confere o vídeo a partir dos 50 segundos:

PUBLICIDADE

Nas redes sociais o directo foi muito comentado, e acabou por ficar viral:

Todos queriam saber quem era afinal o gato (e o dono do gato) que era a estrela do dia.

O condutor da mota é Alexandre Goulart, dono do Chiquinho. “Ele é tudo para mim. É omeu filho gato”, disse o homem ao site G1.

São 14 anos de parceria entre Alexandre e Chiquinho. O gato chegou até ele através de uma ex-namorada, que o deu de presente.

Só que o felino acabou causando discórdia na relação, porque a mulher ficou com ciúmes da relação que os dois desenvolveram, como conta o Hypeness.

Alexandre posta vídeos e fotos do bichano, nos lugares mais curiosos: em shoppings, na polícia, ou até num posto de atendimento do Departamento de Trânsito.

Por onde passa, ele chama atenção das pessoas, que pedem para filmá-lo e tirar fotografias. Num dos vídeos, uma pessoa chega a compará-lo com Garfield, o gato preguiçoso e comilão.

Mas esta não é a primeira vez que o Chiquinho fica famoso. Em 2016, ele foi notícia internacional quando vários jornais escreveram artigos sobre as imagens divertidas postadas por Alexandre.

Mas, a melhor parte desta história é que Chiquinho realizou uma bonita missão durante tempo. Alexandre é um toxicodependente em recuperação, e não esconde isso de ninguém. “Eu sei que estou em recuperação para o resto da vida. Estou sem consumir drogas há 24 anos. E o Chiquinho ajuda-me todos os dias, porque é um de cada vez”.

O gato vai até às reuniões dos grupos de ajuda, para fazer companhia a Alexandre, e não o larga nunca.

Em 2016, o gato foi tema da reportagem de um jornal da Record TV:

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TRENDING