Animais

Foca passou 6 meses com um brinquedo de plástico ao pescoço. Felizmente foi salva a tempo

Depois de uma curiosa foca ter conseguido enfiar a cabeça dentro de um disco frisbee, vários resgatadores tentaram, durante vários meses, chegar a ela, com o intuito de removerem o disco, sempre sem sucesso, como conta o The Dodo.

O tempo foi passando, até que a foca deixou de conseguir comer e beber, por ter o disco enfiado na cabeça…
Depois de seis meses com o frisbee preso no pescoço, a teimosa foca deixou, finalmente, que lhe retirassem o disco, tendo sido resgatada na praia Horsey Beach, em Norfolk, no Reino Unido.

Tudo aconteceu, porque a foca se separou do grupo de outras focas que se encontravam na praia e, isolada, fez com que um grupo de pessoas a visse e contactasse o grupo de resgate Friends of Horsey Seals, que imediatamente se deslocaram para o local.

Com uma rede, conseguiram capturá-la, de forma a conseguirem mantê-la em segurança. Contudo, a foca estava demasiado fraca, tendo sido levada para a organização de resgate RSPCA’s East Winch Wildlife Center.

Uma vez na organização, os médicos conseguiram retirar o disco em torno do pescoço e tratar da ferida que, entretanto, o disco tinha originado. Depois de lhe darem um nome – Frisbee, claro está! – os médicos esperaram, ansiosamente, que a pequena foca recuperasse dos ferimentos…

“A pobre Frisbee nem conseguia comer, por causa do disco que tinha em torno do pescoço e que lhe tinha provocado uma enorme ferida!”, diz Alison Charles, manager do centro de resgate RSPCA’s East Winch Wildlife Center, em comunicado de imprensa, acrescentando: “Nunca tínhamos visto uma ferida tão grande e, para ser honesta, nunca pensámos que ela fosse recuperar!”

Por milagre, a pequena Frisbee está a recuperar, dia após dia. E, apesar de ter ainda um longo caminho pela frente, a recuperação total parece ser uma hipótese. O apetite voltou e Frisbee está cada vez mais viva!

“Ela está a recuperar lindamente e a comer muito bem. Ela é uma foca grande e come uma grande quantidade de peixe, todos os dias. E isso é algo fantástico de se constatar.

Mesmo agora, apesar de após dois meses de a termos resgatado, a ferida continuar aberta e ter ainda um longo caminho pela frente em termos de cura, ela está a reagir muito bem aos antibióticos. Ela foi, agora, transferida para a piscina exterior e está a reagir muito bem, precisa de mais espaço!”, explica Alison Charles.

A pequena Frisbee está na organização desde meados de setembro e ainda tem vários meses de recuperação pela frente, antes de poder voltar à vida selvagem. Quando foi salva, a pobre foca estava às portas da morte… E a verdade é que Frisbee se mostrou uma lutadora, surpreendendo tudo e todos! Esperançosamente, Frisbee recuperará totalmente e poderá, em breve, regressar para junto da sua família.

“Estamos a fazer tudo o que podemos para que a Frisbee possa voltar para a vida selvagem. Mas, apesar dela estar a reagir bem, a ferida continua profunda e vulnerável a possíveis infeções.

E é triste pensar que isto poderia ter sido evitado se as pessoas tivessem cuidado em não deixar estes objetos na praia… Maior parte das pessoas não tem noção de que a falta de cuidado tem consequências graves na vida selvagem”, diz Alison Charles.

Partilha com os teus amigos e ajuda a evitar mais episódios destes!

COMENTÁRIOS

To Top