Segue-nos

Animais

Estudo: afinal, gostamos mais dos humanos ou dos animais? A ciência explica

A conclusão parte de um estudo que reuniu 240 estudantes que receberam recortes de jornais com notícias falsas, onde o tema era um ataque a uma pessoa e um ataque a um cão…

Publicado

em

Gostas (muito) do teu cão? A ciência diz que o preferes aos humanos…

Segundo um estudo publicado na revista Society and Animals, somos mais simpáticos com os animais do que somos com os nossos pares.

“Quanto mais conheço as pessoas, mais prefiro os animais”, nunca ouviste esta frase? De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Northeastern e a Universidade de Colorado, e publicado na revista Society & Animals, parece que faz todo o sentido.

A conclusão parte de um estudo que reuniu 240 estudantes que receberam recortes de jornais com notícias falsas, onde o tema era um ataque a uma pessoa e um ataque a um cão.

A notícia, que servia de base ao estudo, tinha a mesma agressão nos dois ataques: a vítima (animal ou humano) era atacado com um taco de basebol, ficando inconsciente, com a perna partida e vários ferimentos.

E como se fazia a avaliação dos diferentes níveis de empatia dos estudantes? Havia quatro versões da agressão onde só mudava a vítima: um bebé com um ano, um adulto com 30, um cão bebé ou um cão com seis anos. Em seguida, era-lhes questionado sobre de quem tinham mais pena.

Os investigadores concluíram, então, que os estudantes têm mais pena dos cães do que dos humanos.

Contudo, os bebes parecem situar-se à frente dos cães, conforme explicam à revista The Times:

“Os entrevistados ficavam significativamente menos angustiados quando os adultos humanos eram as vítimas em comparação aos bebés humanos, cães bebés ou adultos”.

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING