Segue-nos
PUBLICIDADE

Lifestyle

Esta cidade não tem políticos, religiões ou classes sociais, e é governada pelas pessoas

PUBLICIDADE

Publicado

em

Reconhecida oficialmente como cidade, tanto pelo governo indiano como pela Unesco, Auroville recebe, desde a sua fundação, em 1968, pessoas de todo o mundo. A população da cidade, hoje em dia, é cerca de 2 mil habitantes, mas o local tem capacidade para receber até 50 mil moradores.

PUBLICIDADE

Localizada numa região paradisíaca, o lazer e o prazer são incentivados em Auroville, e todos por lá têm muito que fazer. Recebem um salário de cerca de 100€ por mês, valor mais do que suficiente para os custos de vida.

A cidade é auto-sustentável, tem escola, restaurantes, padarias, hospitais, cinemas e lojas. Ninguém anda de carro. Não há lugar para ostentação e consumismo.

O ponto mais interessante de Auroville é o facto de nem sequer haver governo. Qualquer problema, ou proposta social, que a cidade atravesse, um conselho geral reúne-se, no qual são delegados membros para resolver o que estiver em debate.

Não existe religião oficial, cada um é livre para seguir a religião que quiser.

PUBLICIDADE

Em Auroville é, no entanto, necessário ter um trabalho oficial, e contribuir noutras funções. Pode-se, por exemplo, ser um artista, e a sua produção será remunerada. Durante um ano – período chamado de “estágio” – os cidadãos decidem se o “novato” pode ou não permanecer como morador. Se o pedido for negado, o valor investido é devolvido integralmente.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para pedrolopes@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING