Segue-nos
PUBLICIDADE

Mundo

Espanha: Enfermeira multada por ir com a filha de carro levar comida aos pais, de 89 e 85 anos

PUBLICIDADE

A enfermeira levava compras para os pais e para os irmãos, um deles deficiente…

Publicado

em

Por

El Mundo | Reprodução

Maria José, auxiliar de enfermagem de um hospital no norte de Madrid, em Espanha, ficou indignada depois do que lhe aconteceu no passado sábado.

PUBLICIDADE

Como conta o jornal El Mundo, um policia multou-a em San Sebastián de los Reyes por levar a filha no carro quando se deslocava para levar comida aos pais idosos.

Segundo a publicação, mãe e filha estavam a caminho da casa dos pais, de 89 e 85 anos de idade, e dos dois irmãos, de 57 e 61 anos, um deles deficiente, para levar compras à família quando foram mandadas parar pela polícia. Na bagageira levavam sacos de produtos e alimentos no valor de 200 euros.

A aquisição foi feita no seu único dia de folga. Cansada, depois de ir ao supermercado, pegou na filha para que pudessem carregar as compras para casa dos pais, já que não têm elevador e moram num segundo andar.

Segundo revelou ao El Mundo, o erro foi que ambas viajavam sentadas nos bancos da frente: “A Polícia Nacional deteve-nos no posto de controle e expliquei com gentileza que íamos à casa dos meus pais levar compras. Mostrei os talões e até disse que podiam ver a bagageira cheia”, revelou a mulher.

PUBLICIDADE

“Como sabia o que poderia acontecer conosco, pedi a identificação dos meus pais, levei-os e mostrei-os ao agente, e também estávamos a cerca de dois quilómetros da casa deles. Mas foi inútil”, lamenta María José.

“O agente disse-me que não podíamos ir duas pessoas à frente e sem máscara. Eu disse-lhe que morávamos juntos, e até a minha filha de 26 anos revelou a identificação para demonstrar que vivemos no mesmo sítio. No entanto, nada convenceu a polícia, que começou a preencher a multa”, revelou.

“Houve um momento em que parei de falar e começaram a cair lágrimas de raiva e desespero, porque tinha estado no hospital durante uma semana muito difícil. Senti um grande desamparo quando mais tarde ele me disse que deveríamos ter uma máscara quando duas pessoas entrassem no carro”, lamentou.

PUBLICIDADE

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING