Segue-nos
PUBLICIDADE

País

Enfermeira revoltada com saídas à rua dos portugueses: “A minha filha de 15 meses já anda! Perdi esse momento…”

PUBLICIDADE

A enfermeira revelou-se chocada com o que viu nas redes sociais depois de sair do seu turno…

Publicado

em

Por

Suse Antunes | Facebook | Mais Semanario | José Alberto Nogueira

O relato de uma enfermeira portuguesa ficou viral nas redes sociais nas últimas horas. O post que publicou há 13 horas já tem mais de 2.500 partilhas.

PUBLICIDADE

Suse Antunes, mãe de dois filhos, recorreu ao Facebook para deixar bem vincada a sua revolta por ter assistido aos passeios que muitos portugueses fizeram ontem, ignorando as recomendações das autoridades.

A profissional de saúde começa por descrever como tem sido o seu dia-a-dia, revelando que perdeu o momento em que a filha de 15 meses começou a andar:

“Acabei de chegar a casa, após mais um turno, no qual só consultei o telemóvel para ver se o meu marido me tinha dito alguma coisa. A minha novidade de hoje é que a minha filha de 15 meses já anda! E eu perdi esse momento, nem tão pouco sei quando os vou voltar a ver…. O meu marido e 2 filhos foram viver com os meus sogros por tempo indefinido pelo medo que tenho de os contagiar. O meu miúdo mais velho de 3 anos tem uma doença genética rara e tem feito progressos incríveis, desde que nasceu. Mas não vou poder presenciar ao vivo durante algum tempo o evoluir desses progressos. Também não vejo a minha restante família, pais, irmão, avós, tios…“, começa por referir.

Depois revela o que sentiu quando viu as imagens dos passeios que muitos portugueses fizeram ontem:

PUBLICIDADE

“Ora, qual não é o meu espanto, quando percebo que neste belo dia em que eu estive a trabalhar e quando sai da sala de isolamento e retirei o equipamento tinha a cara no estado em que podem ver (tal como acontece com todos os colegas. Talvez daqui por uns dias já surjam pequenas feridas, no lugar das marcas…), aparentemente a malta andou a passear imenso…. Mas que lindos! Toda a gente a caminhar na marginal, toda a gente a fazer grandes aglomerados…. Quando se diz que podem sair de casa para dar uma voltinha e manter a sanidade mental minha gente, é para irem passear o cão, ir levar o lixo, e aproveitar e dar uma volta maior ao bairro e tal, se virem que não há muita gente na rua... E, ainda assim, pelo tempo mais limitado possível…. Não é para isto que se viu hoje!!”, revelou.

Ora veja:

COMENTÁRIOS

TRENDING