Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Emoção! Rodrigo Guedes de Carvalho de luto pela morte de amigo de infância: “Não entendo ainda…”

PUBLICIDADE

“Obrigado pelo amor da nossa amizade. Não há outra palavra”, escreveu Rodrigo Guedes de Carvalho no longo (e emotivo) texto que publicou…

Publicado

em

Rodrigo Guedes de Carvalho/Instagram

Rodrigo Guedes de Carvalho está de luto. O jornalista perdeu o amigo de infância Nuno Raposo de Magalhães Ortigão de Oliveira.

PUBLICIDADE

Num longo texto pautado pelo choque e emoção, o pivô da SIC despediu-se daquele a quem chamava de irmão:

“Hoje levantei-me muito cedo, como sempre, e longe de imaginar que em poucas horas me morreria um amigo”, começou por escrever.

Rodrigo Guedes de Carvalho explicou que, durante a sua viagem matinal, foi confrontado com inúmeras mensagens “num gemido insistente”, admitindo não estar à espera da trágica notícia que se seguiria:

“Nunca imaginei o nome que lá vinha. Um amigo de infância e adolescência é um irmão que a gente transporta para sempre. Mete-se pelo meio a vida, mais as suas obrigações e distâncias, ou simples cansaços que nos dizem para adiar aquele almoço combinado. Mas os irmãos nem precisam disso…”, desabafou depois.

PUBLICIDADE

Recordou depois as muitas vivências com o amigo, destacando que, recentemente viveu um episódio onde lhe vieram as memórias dos momentos vividos com o “irmão”:

“Ainda ontem (ontem mesmo, caramba, como é possível) ainda ontem fiz uma longa viagem de carro sozinho, e levei para ouvir os discos que fizeram de mim quem sou, para bem e mal, e que descobrimos juntos. E em quatro ou cinco canções lembrei-me, e num outro momento ri-me porque me vi fazer ao espelho o trejeito com que nos entendíamos quando entrava na sala alguém com “níveis elevados de azeite escorrido”…”, contou.

No final, mostrou-se incrédulo com a notícia, agradecendo depois a Nuno de Oliveira:

PUBLICIDADE

“Não entendo ainda, meu querido Nuno Raposo de Magalhães Ortigão de Oliveira, que tenhas partido assim, porque me levas, sem autorização, este pedaço grande de nós meninos a imaginar o que seria sermos grandes (…) Foste andando, eu hei-de aparecer. Obrigado pelo amor da nossa amizade. Não há outra palavra”, terminou.

Leia aqui o texto na íntegra:

Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

COMENTÁRIOS

TRENDING