Animais

O dono chorava a morte do seu gato, e recebeu este bilhete de um estranho que também amava o gato

Perder um animal de estimação nunca é fácil, mas um dono de coração partido, pela morte do seu gato de estimação, descobriu recentemente que não era o único a sofrer pela perda do seu animal.

Ao que parece, o seu gato tocou igualmente o coração de um estranho. No mês passado, Scott Ewels, ficou devastado ao descobrir o corpo já sem vida do seu gato, que se chamava Bear, não muito longe da sua casa. Ao que parece teria sido atropelado.

Bear, juntamente com o seu irmão Teddy, sempre foram muito aventureiros. Juntos eram vistos a escapar pela porta de casa, porque preferiam estar na rua ao ar livre. O que Scott não sabia na altura, era que ambos os felinos tinham feito uma nova amizade enquanto partiam nas suas aventuras.

Mas com a morte de Bear, essa pessoa não iria ser por muito mais tempo estranha para Scott. Duas semanas após a morte de Bear, Scott foi surpreendido ao encontrar Teddy a esgueirar-se para dentro de casa com um bilhete na coleira.

O bilhete dizia: «Caro dono: Eu sou sua vizinha e sou também uma amiga muito próxima dos seus gatos, já que eles têm por hábito vir a minha casa todos os dias. Mas um deles, o maior deixou de aparecer há já duas semanas. Ele está bem? Eu estou muito preocupada com ele. Ele é um gato tão querido e meigo e consegue sempre tocar de forma especial no meu coração. Espero que ele esteja bem.»

Scott, que ainda estava triste com a morte do seu amigo de 4 patas, ficou sensibilizado ao saber que esta pessoa que vive perto dele, amava Bear da mesma forma que ele.

Scott diz ao The Dodo: «Eu respondi de volta à minha vizinha, e mencionei que Bear tinha falecido, e que ficava muito feliz em saber que ele, de alguma forma tinha levado felicidade às suas vidas. Incluí na nota o meu email e a partir desse momento temos estado em contacto, com ela a enviar-me fotografias que tirou ao Bear e ao Teddy e histórias das suas aventuras com estes dois animais.»

 

«Ele realmente causou uma boa impressão à nossa vizinha,» diz Scott. «Ela ensaiou a sua tese para a universidade com ele, já que não tinha com quem falar. O que faz com que a sua morte seja ainda mais triste.»

Embora seja triste o facto de vida de Bear ter terminado cedo demais, há um lado “bom” na história, ao saber que as suas atitudes acabariam por juntar duas pessoas, que de outra forma poderiam permanecer estranhas para sempre.

O 1º encontro de Scott e a sua vizinha está agendado para breve. Os dois irão visitar a sepultura de Bear.

COMENTÁRIOS

To Top