Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Da SIC para a TVI. Pedro Crispim reflete: “Vou viver aquilo que me acrescenta e estimula…”

Pedro Crispim refletiu sobre o seu regresso à TVI. O comentador estava anteriormente na SIC, no programa “Passadeira Vermelha”.

Publicado

em

Da SIC para a TVI. Pedro Crispim reflete: “Vou viver aquilo que me acrescenta e estimula…”
Reprodução | Redes Sociais

Pedro Crispim partilhou este domingo, 5 de novembro, um texto nas suas redes sociais onde refletia sobre o regresso à TVI. O comentador estava anteriormente na SIC, onde, entre outras coisas, participava no programa “Passadeira Vermelha”.

O comentador começou por escrever: “Depois de um ano afastado da antena da TVI, pois na verdade cheguei a um ponto em que senti, que apesar de ter sido muito feliz e me divertido imenso enquanto comentador nos três BB’s seguidos, e também com a minha rubrica ‘Guru da Moda’ e como comentador na ‘Crónica Social’, no extinto ‘Você na TV’, precisava de uma paragem básica do comentário nos reality’s”.

PUBLICIDADE

“Naquele momento fazia-me sentido experimentar outras coisas, ter ali um género de balão de oxigénio. Durante todo esse tempo desliguei-me do formato, até enquanto espectador. Precisei de um afastamento total, senti necessidade desse espaço e silêncio para organizar outros temas na minha agenda. Como na vida sempre voltei onde fui feliz, foi no dia 5 de novembro de 2022, que surgi novamente no ecrã da TVI, onde falei sobre este meu regresso ao comentário no canal, com o Ruben Rua e a Maria Cerqueira Gomes no ‘Em Família’”, acrescentou.

Pedro Crispim refletiu ainda: “Não alterava uma vírgula às minhas escolhas e à aprendizagem e crescimento que as mesmas me vão proporcionando. Hoje conheço-me melhor, sinto-me mais tranquilo e focado no presente. O amanhã e o ontem perderam espaço no dia de hoje. E se neste momento me faz sentido, vou viver aquilo que me acrescenta e estimula, dure o tempo que durar, comprometido acima de tudo, com o meu bem-estar”.

“Sigo em frente, sabendo que o aceitar e estar em paz com aquilo que tenho, mas acima de tudo com quem sou, não é o mesmo que me resignar. A festa continua!”, acrescentou.

PUBLICIDADE

Leia o texto completo:

TRENDING