Segue-nos
PUBLICIDADE

Animais

Criador de cães acusado de cortar as cordas vocais para que os cães ladrem menos

PUBLICIDADE

Publicado

em

A polícia da Catalunha está a acusar um criador de cães de ter cortado as cordas vocais a alguns dos seus 21 cães. O homem diz que o fez para “diminuir o som dos latidos”.

PUBLICIDADE

O indivíduo, identificado como José M. C., admitiu ao jornal “El Pais” que submeteu vários cães a uma intervenção cirúrgica fora da Catalunha, mas diz não ter feito nada que os prejudicasse, e realçou que gosta muito dos animais.

Cortar as cordas vocais, uma prática conhecida como uma cordectomia, é um procedimento antigo, e que é proibido em algumas regiões de Espanha, como a Catalunha, Andaluzia, Valência. A 16 de março, o Congresso dos Deputados aprovou a adesão do país à Convenção Europeia para a Proteção dos Animais de Companhia, que bane definitivamente este tipo de procedimento, a não ser por razões terapêuticas.

O veterinário Ignacio Moral disse ao jornal “El País” que a cordectomia pode ter efeitos nefastos para a saúde do animal, e que há uma fore probabilidade de ficar em estado vegetativo.

A denúncia contra o acusado, residente em Lliçà d’Amunt (Vallès Oriental), chegou aos Mossos d’Esquadra – que divulgaram o caso esta terça-feira – em novembro de 2016, altura em que deram início à investigação.

PUBLICIDADE

Segundo conta o Jornal de Notícias, a polícia visitou por duas vezes as instalações onde o homem tinha os cães, e detetaram que vários animais não conseguiam ladrar.

Depois, numa segunda visita, os animais foram levados para serem analisados por um veterinário, que confirmou a suspeita inicial. Os animais mutilados eram usados para procriarem. Além disso o criador não tinha autorização para ter um canil.

PUBLICIDADE

O caso está agora em tribunal, à espera da conclusão da investigação.

Apaixonado por rádio, notícias e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web...

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING