Segue-nos

Viral

Cadela “aprendeu a falar” com “máquina de sons”, e já sabe “dizer” 29 palavras

Como conta o Bored Panda, esta mulher de 26 anos de idade e terapeuta da fala, comunica com o seu amigo de 4 patas através de uma “placa de sons”, feita por encomenda.

Publicado

em

Certamente haverá por aí muitos donos de animais que já imaginaram como seria manter uma conversa com os seus pequenos amigos.

Bem, mas agora podemos dizer que há quem o faça. Christina Hunger, descobriu uma forma para o fazer, e não, ela não lê mentes.

Como conta o Bored Panda, esta mulher de 26 anos de idade e terapeuta da fala, comunica com o seu amigo de 4 patas através de uma “placa de sons”, feita por encomenda.

Hunger e a sua cadela Stella, de 18 meses, têm então uma engenhosa forma de comunicar.

De cada vez que a Stella quer comunicar ou expressar os seus pensamentos, ela simplesmente carrega num dos botões, sendo que cada um deles corresponde a uma palavra que Christina gravou e programou no aparelho.

Esta “placa de som” tem feito maravilhas, e que com ela Stella tem conseguido “informar” a sua dona de coisas simples como estar cansada, precisar de dormir, quando tem fome e quer petiscar qualquer coisa, ou até quando quer ir à rua, mais especificamente ao parque.

É claro que esta cadelinha também é uma excelente aluna, não só ela já conhece 29 palavras, como também consegue construir frases. Um dia Stella estava irrequieta, não conseguia estar parada e Christina pensou que ela queria ir à rua, no entanto Stella dirigiu-se para o aparelho e disse: “Quero, Jake, Vem.” Depois parou em frente à porta de casa e esperou até que Jake, o noivo de Christina, regressa-se a casa. Depois disso, Stella carregou no botão “Feliz” e rebolou pedindo umas festas na barriga.

Christina disse ainda: “Ontem à noite, um pouco antes de este vídeo ser gravado, de forma acidental, carreguei no botão “bola” no aparelho, quando de facto estava a tentar chegar a uma outra palavra. Mas a Stella levou isso muito a sério! Ela pegou na Bola, deixou-a cair ao pé do aparelho e disse “boa”, traduzindo “ boa ideia mamã! Eu comecei logo a gravar mal ela carregou no botão “boa” e apanhei o resto do seu pensamento “bola feliz quer lá fora“.

Stella adapta a sua mensagem quando sente que não a estão a entender, tal como todos nós fazemos! Se alguém não nos entende ou se não obtemos a resposta que pretendíamos, nós mudamos as palavras que usamos para nos fazermos entender.”

Assiste ao vídeo:

View this post on Instagram

Last night, right before this video was taken, I accidentally said “ball” on Stella’s device while I was actually reaching for a different word. But, Stella took this very seriously! She picked up her ball, dropped it on her device, and said “Good” (Translation: Good idea, Mom!) • I started recording right after she said “Good” and caught the rest of her thought: “Happy ball want outside!” • Like all AAC users, Stella thrives when we talk to her using her device and say words that she loves. She never needs to know it was on accident! 😉 • • • • • #hunger4words #stellathetalkingdog #slpsofinstagram #speechtherapy #AAC #ashaigers #slp #corewords #SLPeeps #slp2be #aacawarenessmonth #earlyintervention #languagedevelopment #dogsofinstagram #dogmom #doglife #dogs #animalpsychology #doglover #dogvideos #sandiegodog #catahoula #blueheeler #smartdog #dogcommunication #mydogtalks #animalcommunication #interspeciescommunication #loveanimals

A post shared by Christina Hunger, MA, CCC-SLP (@hunger4words) on

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING