Segue-nos

Vida

Ajudou a mãe, perdeu muito peso, e agora dizem que é um “Príncipe da Disney”

Publicado

em

Esta é aquela época do ano em que todos estamos a começar a pensar sobre os objetivos que temos para o corpo neste verão. No entanto, quando vamos atrás deles, às vezes parece impossível.

Provando o que a persistência e o trabalho duro podem alcançar, Jeffrey Kendall, de 26 anos, decidiu partilhar sua transformação para motivar outros e celebrar os seus resultados.

A jornada começou quando Jeffrey estava a morar com a sua mãe no Connecticut, Estados Unidos, e a cuidar dela depois de um aneurisma cerebral.

“Ela estava em coma e reabilitação nos hospitais há 7 meses, até que eles consideraram que ela tinha estabilizado, e deveria voltar para casa, já que o seguro não a cobriria mais ”, disse o jovem ao site Love What Matters.

Jeffrey teve problemas de auto-estima durante muito tempo. “Eu era um jovem com excesso de peso, e sofri bullying enquanto crescia. Vivi a minha vida com problemas de imagem corporal e auto-confiança.”

Cuidar da mãe tornou tudo ainda mais emocional. “Eu tinha-a visto nos hospitais onde ela mal conseguia falar. Vê-la assim era de partir o coração. Colocou o mundo em perspectiva para mim ”.

Ver a mãe enfrentar problemas de saúde, e um amigo a sofrer com uma separação, levou Kendall a resolver mudar o seu estilo de vida.

“Um dos meus melhores amigos também estava a passar por um momento difícil após terminar um relacionamento, e queria ajuda para entrar em forma. Foi a desculpa perfeita para eu começar algo novo. Começámos com exercícios leves, e concordámos em desafiar os nossos limites todos os dias. Não demorou muito até que eu estivesse a acordar para caminhar ao som de músicas animadas”, relatou à página de Facebook “Love What Matters”.

A transformação do rapaz foi tão surpreendente, que ele recebeu o apelido de “Príncipe da Disney” e foi comparado ao galã Adam, do filme “A Bela e o Monstro” (1991).

Em 100 semanas, ele perdeu mais de 30kg, e a transformação ficou viral nas redes sociais…

Vida

Jovem tatua primeiro bilhete escrito pela avó, que está a aprender a ler e escrever

Publicado

em

Marcella Martins, uma jovem estudante brasileira recebeu um bilhete escrito pela avó, que começou a aprender a ler e a escrever recentemente.

A jovem decidiu eternizar o primeiro bilhetes escrito pela avó, tatuando as palavras no seu braço. A fotografia que mostra a tatuagem viralizou no Twitter, como conta o Jornal Extra. Desde o dia 23 de outubro ja teve mais de 40.000 interações.

“Com 12 anos ela teve que começar a trabalhar para ajudar na casa e não teve a oportunidade de estudar. Agora ela está aprendendo a ler e a escrever e ontem ela fez uma cartinha para mim, resolvi eternizar”, escreveu Marcella na legenda do post.

A felicidade de Marcella ao receber o bilhete da sua avó foi tão grande que ela não conseguiu explicar em palavras.

“Coisa mais linda do mundo! Não tenho minha avó mais aqui, mas ela também aprendeu a ler e escrever já aposentada. Maior orgulho do mundo dela! Parabéns pela homenagem a sua avó!”, escreveu um utilizador do Twitter que se identificou com a história de Marcella e da sua avó.

Marcella revelou que ficou emocionada com o alcance que o post teve, e disse que a sua avó Gelsa “mandou agradecer a todos e desejou muita saúde”.

A jovem revelou no seu perfil no Instagram um pouco mais sobre a história da mulher que tanto admira:

“A minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ‘revoltada’ com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca”, disse Marcella.

Na publicação, a jovem revelou que a avó não teve a oportunidade de estudar, mas que nunca desistiu de aprender a ler e a escrever, apesar de todos as dificuldades que teve na vida, como um recente cancro de pulmão que descobriu há alguns meses.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ” revoltada ” com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca. Por ter começado a trabalhar muito cedo, ela não teve a oportunidade de estudar e acabou ficando analfabeta, porém mesmo mais velha, ela nunca desistiu de aprender a ler e escrever. Depois de um tempo ela entrou para a escola e ainda está aprendendo a ler e escrever algumas coisas. Ontem ela escreveu em um papel exatamente o que está na foto e me deu, fiquei tão feliz que não consigo nem explicar o quanto!!!! Alguns meses atrás minha avó descobriu que estava com um câncer no pulmão e nossa família não esperava isso, ela tinha até parado de fumar, mas infelizmente o câncer já estava ali. Por sorte ele foi descoberto no início… Minha avó falava que ia morrer, que não aguentava mais e isso me deixava muito triste. O momento mais difícil para mim foi quando minha mãe raspou a cabeça dela ( ela amava o cabelo dela ). Mas graças a Deus nós conseguimos anima lá com o nosso amor e a união da nossa família e hoje minha avó já está com o cabelo lindo e está muito feliz. Para que eu fiz esse texto? Só para dizer para vocês, valorizem as pessoas que vocês amam, pode ser que não seja pra sempre e para você que está passando alguma dificuldade, necessidade na sua família, calma, isso vai passar! Confia e tenha fé. Vó, eu te amo 😍❤️😍

Uma publicação partilhada por Cella (@cella_martiins) a

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS

TRENDING