Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

A resposta de Harry aos assessores do palácio que o quiseram apressar: “Estou no meio de uma conversa…”

PUBLICIDADE

Harry não gostou que o apressassem e mostrou isso mesmo…

Publicado

em

Por

Palácio de Kensington / twitter

Em visita oficial à Austrália, onde, na sua chegada anunciaram ao mundo a gravidez de Meghan, os Duques de Sussex marcam a presença no continente australiano pela escolha deste local para mais uma edição dos Invictus Games.

PUBLICIDADE

Depois de ter levado de Londres para os EUA, e de já ter passado pelo Canadá, Harry que é o fundador desta competição internacional que se direcciona e apenas acolhe atletas militares com deficiências permanentes, viajou para a Oceânia para homenagear os veteranos de guerra deste continente.

Como forma de marcar o arranque da edição dos “Invictus Games” o príncipe, acompanhado por três representantes da Team Australia dos jogos, subiu a icónica ponte de Sydney Harbour , para içar a bandeira que assinala o evento.

A embaixadora da Invictus – Team Austrália,  Gwen Cherne, foi uma das pessoas que subiu ao lado de Harry e com uma história que comoveu o Duque de Sussex.

PUBLICIDADE

Gwen foi casada com um ex-veterano que terá servido o exercito no Camboja, Afeganistão e Iraque,  em Fevereiro deste ano se terá suicidado.

Na descida da ponte, sensível à história, Harry quis conversar com a viúva sobre a perda do marido, e de como estava a ultrapassar a situação.

Segundo a própria viúva contou à revista People, Harry mostrou-se bastante disponível para ouvir e partilhar as emoções e sentimentos sobre o quão difícil é enfrentar a vida após a perda de alguém:

PUBLICIDADE

“Harry disse algo como: ‘as crianças devem lembrá-lo, ou viver nele. E eu disse que o meu filho é muito parecido com ele (…)  Foi confortável e atencioso.”, referiu à publicação acrescentando que, “Ele entendeu o que eu quis dizer. Quando entendes a perda, acho que é óbvio (…) Perguntou-me se eu estava a receber o apoio que eu precisava da Defesa e ex-militares e da comunidade veterana.”

Mas durante a conversa, que parecia estar a demorar mais do que era suposto para os assessores do palácio real que acompanhavam Harry, estes tentaram apressá-lo e acabar com a mesma, mas Harry não gostou e fez questão de acabar a conversa e dizer tudo o que queria a Gwen.

“Estou no meio de uma conversa e não vou termina-la assim”, terá dito ao Harry aos assessores, conta Gwen à revista, situação que a deixou bastante sensibilizada:

Estávamos a falar sobre a minha história e saúde mental e como ainda é difícil, na nossa sociedade, falar sobre tristeza, perda e suicídio, e de como os Jogos Invictus são importantes para a causa permitindo que as pessoas comecem a ter essas conversas óptimas.”

PUBLICIDADE

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para analeao@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING