Segue-nos
PUBLICIDADE

O Triângulo

Zézinho regressa ao ‘Triângulo’, confronta e discute com Inácia Nunes: “Sem a Carolina, o que é que fazias?”

Inácia Nunes entrou em bate-boca com Zézinho e defendeu-se das críticas…

Publicado

em

Zézinho regressa ao ‘Triângulo’, confronta e discute com Inácia Nunes: “Sem a Carolina, o que é que fazias?”
Reprodução TVI

Na semana final de ‘O Triângulo’, os cinco finalistas do reality show foram surpreendidos, após revelarem as suas escolhas para o pódio da final, com a entrada dos ex-concorrentes Jandira Dias e Zézinho, que também realizaram a mesma dinâmica.

Acabou por se gerar uma ‘Cadeira Quente’ em que Zézinho confrontou Carolina Aranda, acusando-a de “falta de coerência“, e Inácia Nunes pelo facto de, em seu entender, não a considerar uma jogadora tão presente devido à dependência da sua participação em relação à concorrente de Évora.

PUBLICIDADE

A Inácia dá boa energia, mas como já referi, não sei se jogaste. Sem a Carolina, o que é que fazias aqui dentro?“, questionou o ex-concorrente, que explicou o seu ponto de vista com (duras) críticas à mistura. “Gostava de ver, era tudo baseado na Carolina aqui dentro. Tens a parte divertida e acabou. Tu pensas sempre sobre ela. Ela é sempre a primeira nas cadeiras quentes a falar em tudo. E tu pensavas sempre depois da opinião dela, das escolhas dela. Isso não faz de ti uma boa jogadora, não pensares por ti“.

Inácia Nunes defendeu-se das críticas e acabou por entrar em bate-boca com Zézinho: “Claro que penso por mim, nunca deixei de dar a minha opinião“. O ex-concorrente ripostou: “Isto é um reality show, o teu trabalho aqui é entreter as pessoas. Em que é que tu entreténs? Explica-me o que é que consegues fazer para entreter. Só cantar e dançar?“.

Entreter não é discutir“, reagiu a concorrente de Portimão, que explicou também: “É a tua perspetiva! Eu considero-me genuinamente uma jogadora mais completa, as minhas decisões sempre foram estratégias. Nunca deixei de dar a minha opinião, nunca foi em forma de discussão, mas é porque eu acho que tenho um registo diferente. Eu não preciso de estar aqui a exaltar-me, a aumentar a minha voz e a pôr as outras pessoas em situações que não se sentem confortáveis. Eu dou a minha opinião, não deixo de a dar, mas dou de uma forma diferente“.

PUBLICIDADE

Veja aqui:

TRENDING