Segue-nos

Famosos

Vítor Soares, companheiro de Sónia Jesus, condenado por tráfico de droga: “Saiu quase a sorte grande…”

Vítor Soares vai cumprir o resto da pena em prisão domiciliária…

Publicado

em

Por

Vítor Soares, companheiro de Sónia Jesus, condenado por tráfico de droga: “Saiu quase a sorte grande…”
Sónia Jesus/Instagram

Vítor Soares foi esta sexta-feira, dia 25 de agosto, condenado a três anos de prisão efetiva pelo Ministério Público como parte da leitura da sentença do processo ‘Semente em Pó’, que resultou da detenção de quatro arguidos devido ao desmantelamento por parte das autoridades, em junho de 2022, de uma rede de tráfico de droga que operava no norte do país.

Sónia Jesus assistiu à leitura da sentença no Tribunal de Bragança e, ao longo dos últimos meses, sempre se mostrou confiante de que o marido estava inocente e de que regressaria em breve a casa.

Tânia Laranjo, jornalista da CMTV, explicou no entanto que Vítor Soares vai cumprir o resto da pena em prisão domiciliária: “Eu diria que saiu-lhe quase a sorte grande… Foi pedido por Frederico Vidigal, advogado, de que o arguido pudesse cumprir o resto da pena em prisão domiciliária. Foi isso que foi decidido aqui pelo tribunal, ou seja, a estes três anos de prisão efetiva, temos de descontar um ano e dois meses que já esteve na cadeia, faltam então menos de dois anos para o fim da pena efetiva, mas o que o tribunal vem dizer é que este tempo poderá ser cumprido em prisão domiciliária em casa ainda que sob vigilância apertada“.

Vítor Soares terá que fazer exames regulares para confirmar que não consome droga, também não poderá ter contacto com nenhum arguido relacionado com o tráfico de droga e se tal não acontecer será revogada esta prisão domiciliária e passará para prisão efetiva“, acrescentou Tânia Laranjo.

No entanto, esta prisão domiciliária não é imediata, têm que ser avaliadas as condições em casa, têm que ser colocados os sinalizadores para que a pulseira eletrónica sinalize caso o arguido saia do raio de ação. Diria que, no início da próxima semana, provavelmente na terça, quarta-feira, Vítor Soares irá para Vila Nova de Gaia, irá para junto da família agora com pulseira eletrónica pelo menos durante vários meses, não até ao fim da pena – já que no nosso país não é possível cumprir uma pena até ao fim, só se pode cumprir até aos cinco sextos – mas durante alguns meses ficará então em prisão domiciliária“, referiu ainda Tânia Laranjo, que rematou: “Saiu a sorte grande a Vítor Soares, este tribunal dá-lhe uma nova oportunidade ainda que em prisão domiciliária mas, de facto, deixa-o regressar ao seio familiar e permite que essa reintegração seja feita rapidamente“.

COMENTÁRIOS

TRENDING