Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Violência doméstica. Miguel Cristovinho “revoltado” com morte de mulher: “Isto tem de acabar”

Miguel Cristovinho comentou o caso de Daniela Padrino, que morreu vítima de violência doméstica.

Publicado

em

Violência doméstica. Miguel Cristovinho “revoltado” com morte de mulher: “Isto tem de acabar”
Reprodução | Redes sociais

Miguel Cristovinho recorreu este sábado, 15 de junho, à rede social Instagram para mostrar a sua indignação perante a morte de Daniela Padrino, uma mulher de 36 anos que foi brutalmente assassinada pelo ex-namorado, no passado dia 6 de junho.

No dia da morte da vítima, que foi atropelada, o Ministério Público do Porto determinou que lhe deveria ser aplicado um botão de pânico. Contudo, a morte de Daniela não foi evitada.

Miguel Cristovinho escreveu no Instagram: “Isto tem de acabar. Caso vos tenha passado ao lado, esta semana perdemos mais uma jovem para a lista de vítimas de violência doméstica. A Daniela foi brutalmente assassinada pelo ex-namorado enquanto esperava resposta da Justiça ao pedido de proteção”.

“Este animal atropelou-a mais de três vezes, passou com o carro por cima da cabeça dela e isto aconteceu porque, nós, enquanto sociedade, falhámos com a Daniela. Isto tem de ser claro para todos nós. O mundo está num vortex, estamos todos chocados com a realidade de que fazemos parte de um lugar em guerra, onde diariamente morrem crianças inocentes e já não sabemos para onde nos havemos de virar”, acrescentou.

Miguel Cristovinho escreveu ainda: “Quando parece que está a voltar um interesse em melhorar, pelo menos, o estado do nosso país, com resquícios de mais interesse político no debate público, somos confrontados com a triste realidade que mais de um terço das pessoas continua a não ter vontade em fazer-se ouvir para melhorar o sítio onde vivemos. Não pode ser, os nossos filhos merecem que pelo menos tentemos”.

“Temos o dever e a obrigação de colocar este tema no centro do debate público, se não for pelos que já sofreram, que seja pelos que podemos vir a evitar que sofram. Não deixem estas pessoas caírem no esquecimento”, terminou Miguel Cristovinho.

Leia o texto completo aqui:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por cristo (@miguelcristovinho)

TRENDING