Segue-nos

Lifestyle

Video: Mulher descobre “receita caseira” para “aliviar” os efeitos de um escaldão

Publicado

em

No verão, um dos maiores pesadelos de quem gosta de ir à praia e tem a pele mais sensível são os famosos escaldões.

Esta mulher partilhou nas redes sociais uma receita para se livrar do incómodo provocado pelos “escaldões” em apenas 30 minutos, e a receita “caseira” está a ser elogiada por muita gente.

Cindie Allen-Stewart, do Texas, usava sempre protetor solar mas, ainda assim, num dia de muito sol percebeu que tinha apanhado um escaldão.

Aflita com o incómodo causado, tentou de tudo para aliviar a dor, e decidiu em último recurso seguir o conselho da sogra.

Este “remédio caseiro”, insólito, e muito simples e parece resolver o problema: aplicar creme de barbear na zona afectada.

Segundo Cindie o produto faz maravilhas, mas deixa um alerta: “Tem de ser creme de barbear de mentol.”

“De seguida, aplique o creme de barbear na queimadura. Pode parecer um ritual de barbear estranho, mas confie em mim! Não esfregue, deixe-a descansar na sua pele. Ele vai começar a captar todo o calor. Você pode sentir como se estivesse com comichão também, mas isso é uma coisa boa! Comichão significa cura.”

“Depois de cerca de 30 minutos, o creme de barbear parece estar dissolvido em alguns pontos. Parece que não é tão húmido, e começa a ficar seco. Você vai se sentir como se estivesse a ficar frio, pelo menos na parte queimada do seu corpo. Isso é um bom sinal!”

Então, depois de cerca de 30 minutos, o creme de barbear parece estar dissolvido em alguns pontos. Parece que não é tão úmido e um pouco seco. Você vai se sentir como se estivesse ficando um pouco frio, pelo menos na parte queimada do seu corpo. Isso é um bom sinal!”

“Depois é só tomar um banho morno para retirar os resíduos.”

“Finalmente, se ainda precisar, faça novamente no dia seguinte. Normalmente, após esse segundo tratamento, a queimadura solar desaparece.”

O método foi alvo até de reportagem do programa Inside Edition:

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

Vida

Jovem tatua primeiro bilhete escrito pela avó, que está a aprender a ler e escrever

Publicado

em

Marcella Martins, uma jovem estudante brasileira recebeu um bilhete escrito pela avó, que começou a aprender a ler e a escrever recentemente.

A jovem decidiu eternizar o primeiro bilhetes escrito pela avó, tatuando as palavras no seu braço. A fotografia que mostra a tatuagem viralizou no Twitter, como conta o Jornal Extra. Desde o dia 23 de outubro ja teve mais de 40.000 interações.

“Com 12 anos ela teve que começar a trabalhar para ajudar na casa e não teve a oportunidade de estudar. Agora ela está aprendendo a ler e a escrever e ontem ela fez uma cartinha para mim, resolvi eternizar”, escreveu Marcella na legenda do post.

A felicidade de Marcella ao receber o bilhete da sua avó foi tão grande que ela não conseguiu explicar em palavras.

“Coisa mais linda do mundo! Não tenho minha avó mais aqui, mas ela também aprendeu a ler e escrever já aposentada. Maior orgulho do mundo dela! Parabéns pela homenagem a sua avó!”, escreveu um utilizador do Twitter que se identificou com a história de Marcella e da sua avó.

Marcella revelou que ficou emocionada com o alcance que o post teve, e disse que a sua avó Gelsa “mandou agradecer a todos e desejou muita saúde”.

A jovem revelou no seu perfil no Instagram um pouco mais sobre a história da mulher que tanto admira:

“A minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ‘revoltada’ com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca”, disse Marcella.

Na publicação, a jovem revelou que a avó não teve a oportunidade de estudar, mas que nunca desistiu de aprender a ler e a escrever, apesar de todos as dificuldades que teve na vida, como um recente cancro de pulmão que descobriu há alguns meses.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ” revoltada ” com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca. Por ter começado a trabalhar muito cedo, ela não teve a oportunidade de estudar e acabou ficando analfabeta, porém mesmo mais velha, ela nunca desistiu de aprender a ler e escrever. Depois de um tempo ela entrou para a escola e ainda está aprendendo a ler e escrever algumas coisas. Ontem ela escreveu em um papel exatamente o que está na foto e me deu, fiquei tão feliz que não consigo nem explicar o quanto!!!! Alguns meses atrás minha avó descobriu que estava com um câncer no pulmão e nossa família não esperava isso, ela tinha até parado de fumar, mas infelizmente o câncer já estava ali. Por sorte ele foi descoberto no início… Minha avó falava que ia morrer, que não aguentava mais e isso me deixava muito triste. O momento mais difícil para mim foi quando minha mãe raspou a cabeça dela ( ela amava o cabelo dela ). Mas graças a Deus nós conseguimos anima lá com o nosso amor e a união da nossa família e hoje minha avó já está com o cabelo lindo e está muito feliz. Para que eu fiz esse texto? Só para dizer para vocês, valorizem as pessoas que vocês amam, pode ser que não seja pra sempre e para você que está passando alguma dificuldade, necessidade na sua família, calma, isso vai passar! Confia e tenha fé. Vó, eu te amo 😍❤️😍

Uma publicação partilhada por Cella (@cella_martiins) a

Continuar a ler

TRENDING