Segue-nos

Animais

Video: Cãozinho com patas e cauda arrancadas foi abandonado no mato

Publicado

em

Um homem foi detido na Turquia depois de este cachorro ter sido encontrado com as quatro patas e cauda cortadas.

Infelizmente o cachorrinho não resistiu durante a cirurgia, após ter sido resgatado de uma floresta no distrito de Spanca, em Sakarya, na Turquia.

O caso extremo de crueldade causou grande indignação no país, e entrou até na agenda política, antes das eleições da próxima semana.

O presidente turco Tayyip Erdogan disse num comício em Istambul no domingo, que a polícia já tinha detido um operador de máquinas de construção no sábado, em relação ao caso do cachorro.

Erdogan prometeu que as leis de direitos dos animais da Turquia vão ser alteradas após a votação de 24 de junho, na qual ele pretende ganhar um segundo mandato. “Seja em casa ou na rua, levaremos em consideração a lei e a avaliaremos. Este abusador foi preso hoje. As autoridades de Sapanca ordenaram a sua prisão”.

O incidente provocou uma rara demonstração de união entre os partidos políticos e os candidatos à presidência da Turquia, que vêm trocando farpas nas semanas antes das eleições parlamentares e presidenciais de domingo.

Enquanto imagens e vídeos do cachorro provocavam indignação nas redes sociais, tanto funcionários do governo quanto políticos da oposição condenaram o ato, e pediram medidas mais rigorosas contra aqueles que maltratam os animais.

Grupos de defesa dos direitos dos animais dizem que as punições na Turquia por crueldade contra os animais são brandas demais. Uma emenda à legislação sobre direitos animais está na agenda do parlamento há meses, mas poucos progressos foram feitos.

“Esta brutalidade contra um ser pequeno é uma dolorosa manifestação da perda de valores no nosso país”, disse o líder do partido Iyi, e candidato à presidência Meral Aksener no Twitter.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING