Animais

Ursa morreu «de coração partido», depois de ser separada do seu companheiro

Um urso polar morreu, de repente, no San Diego SeaWorld, nos Estados Unidos, semanas depois de ser separada da sua única companheira, que foi enviada para participar num programa de procriação.

Szenja, uma ursa polar de 21 anos, foi encontrada morta ontem, uma semana depois de os tratadores notarem que ela estava letárgica, e a não comer corretamente.

O outro urso polar do parque de diversões, outra fêmea chamada Snowflake, foi mandada para o zoológico de Pittsburgh no final de fevereiro.

O casal tinha sido mantido junto no recinto desde que o parque abriu em 1997. Na época, milhares de ativistas assinaram uma petição pedindo que não fossem separados, dizendo que a medida era cruel e desnecessária, já que 60 por cento dos filhotes de urso polar nascidos em cativeiro morrem.

Snowflake já tinha sido enviada para Pittsburgh para fins de reprodução em 2014, mas naquela ocasião Szenja viajou com ela.

A vice-presidente executivo da PETA, Tracy Remain, disse que Szenja morreu «de coração partido». Numa declaração à NBC de San Diego , ela acrescentou: “Depois de perder o seu companheiro de 20 anos quando o SeaWorld enviou Snowflake para o Zoológico de Pittsburgh, a fim de reproduzir mais ursos polares, Szenja fez o que qualquer um faria quando perdeu toda a esperança. Desistiu.”

Um porta-voz da SeaWorld disse que os tratadores haviam notado uma mudança no comportamento de Szenja, e estavam a monitorizá-la, mas a sua morte foi um choque.

COMENTÁRIOS

To Top