Familia

Texto poderoso explica por que razão “amamentar não é um acto de amor”

Há um texto a circular na internet onde se fala sobre amamentação, sobre amor, e sobre a não obrigatoriedade de ligação entre estes dois conceitos.

O texto é da autoria de Tais Vinha – blogger e filha de Vera Helorisa Pillegi Vinha – uma das grandes batalhadoras do aleitamento materno no Brasil e no mundo (tem livros editados sobre o assunto e foi conselheira da Organização Mundial de Saúde sobre o tema, para os países de língua latina) – e já incendiou o mundo virtual!

Com o objetivo de desmistificar o aleitamento materno e passar a imagem de que se trata de um ato natural, Tais publica uma conversa que teve com a mãe e faz um apelo: é urgente aliviar a pressão psicológica junto das mães que não amamentam, porque não é pior mãe aquela que não consegue amamentar, como sublinha no seu texto:

“Amamentar é optar por dar o melhor alimento ao bebé… Não tem nada a ver com amar. Se fosse assim, poderíamos dizer que os pais amam menos seus filhos? Eles não amamentam. As mães adotivas também não. Ou as mulheres que fizeram plástica. Ou as mães que precisaram desmamar seus bebês para trabalhar…será que todos eles amam menos seus filhos porque não amamentam? (…)

Quanto mais desmistificarmos o aleitamento, melhor. As sociedades que amamentam melhor, são aquelas que o fazem naturalmente, como parte de uma rotina. O bebê está com fome, a mãe dá o peito. Simples assim. Quase mecânico. Ninguém pensa muito nisso. E as mulheres que por algum motivo não conseguem amamentar, precisam parar de sofrer. De sentir culpa”.

Lê o texto na íntegra aqui.

COMENTÁRIOS

To Top