Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Sofrimento! Jovem portuguesa faz apelo e comove redes sociais: “Não quero morrer, quero viver…”

PUBLICIDADE

Aos 24 anos, o apelo emocionante de Constança Braddell, que foi diagnosticada com fibrose quística, comoveu as redes sociais…

Publicado

em

Por

Constança Braddell/Instagram

Ao final da noite de quinta-feira, dia 4 de março, Constança Braddell recorreu à rede social Instagram para fazer um apelo emocionante devido à sua situação frágil de saúde, com o objetivo de obter um medicamento que possa salvar a sua ainda curta de vida.

PUBLICIDADE

Aos 24 anos, a jovem portuguesa foi diagnosticada com fibrose quística e que consiste numa doença genética mortal e incurável e que está relacionada com problemas pulmonares e nutricionais. Apesar disso, Constança apela para a existência de um medicamento que pode ser determinante para ajudar a sua condição.

O testemunho arrepiante tem como título: “NÃO QUERO MORRER, QUERO VIVER!!!” e serve para explicar a história de sofrimento e de dor que vive aos 24 anos.

Nunca pensei chegar ao ponto de ter de escrever sobre a iminência da minha morte. Sobre esta doença que me assombra há 24 anos: Fibrose Quística. Já ouviram falar? Sorte a vossa, azar o meu que nasci e resido num país onde a Fibrose Quística tem pouca ou nenhuma expressão e daí o tratamento que me poderá salvar a vida me estar a ser negado. Esta doença é mortal e incurável, afecta múltiplos órgãos do aparelho digestivo mas essencialmente os pulmões, sim esse órgão vital que nos permite respirar de uma forma tão fluida e orgânica“.

Nos”?? A vocês! Porque eu não sei o que é respirar bem, mas já soube! Tive sorte pois a Fibrose Quística pouco interferiu na minha vida, tanto que nunca senti a necessidade de contar nem aos meus amigos mais próximos. Mas, tal como muitas outras doenças raras mortais, elas atingem-nos quando menos esperamos

PUBLICIDADE

Desde Setembro de 2020, a minha vida mudou drasticamente. Tenho vindo a morrer lentamente. Perdi 13kg no espaço de 3 meses e estou ligada a oxigénio 24/7, e a um ventilador não invasivo para dormir porque é a única maneira de eu conseguir continuar a respirar. Uma simples ida à casa de banho parece impossível. Uma simples chamada ao telefone deixa-me exausta. Tenho experienciado ver a minha vida a terminar lentamente. Escrevo isto porque felizmente existe uma solução“.

Kaftrio/Trikafta é um medicamento “ LIFE CHANGING”, o único que me pode salvar. O Kaftrio já está disponível em vários países. Este medicamento não é a cura mas tem a capacidade de prolongar a vida de um paciente com Fibrose Quística. Pode prolongar a minha vida. Eu posso viver, voltar a viver pois a situação moribunda na qual me encontro é tudo menos o que se espera para uma jovem de 24 anos com tantos sonhos adiados. O Kaftrio não está disponível em Portugal. O INFARMED está ciente da eficácia deste medicamento e continua em negociações intermináveis para aprovação do financiamento do mesmo. Já enviei varias cartas a inúmeras figuras políticas do país e também para a farmacêutica em questão“.

Este testemunho já conta com mais de 4 mil comentários na publicação e várias partilhas de anónimos e figuras públicas como Maria Cerqueira Gomes, Jéssica Athayde, Angie Costa ou Débora Monteiro, entre muitos outros.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

TRENDING