Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Rita Ferro Rodrigues revela foto da mãe e declara-se: “Quero ser como ela quando for grande…”

PUBLICIDADE

A mãe de Rita Ferro Rodrigues celebra hoje mais um ano de vida: “Falo com ela todos os dias mas há muito que não a beijo e abraço como ela merece…”.

Publicado

em

Rita Ferro Rodrigues/Instagram

Rita Ferro Rodrigues recorreu à sua conta de Instagram para assinalar uma data importante: o aniversário da sua mãe.

PUBLICIDADE

A apresentadora partilhou uma rara foto da progenitora e, na legenda do post, começou por escrever:

“Esta é a minha querida mãe, faz hoje anos. Já escrevi muito sobre ela ( ainda bem !) mas todas as palavras me parecem sempre insuficientes e curtas perante o amor e admiração que lhe tenho”.

Rita Ferro Rodrigues destacou que, devido à pandemia do Covid-19, não tem beijado e abraçado a mãe como desejaria, confessando que este é um tema que, entre família, é pouco falado, para não causar um maior sofrimento.

“A minha querida mãe faz anos e eu falo com ela todos os dias mas há muito que não a beijo e abraço como ela merece”.

De seguida, a mulher de Rúben Vieira, mais conhecido por “Ben” revelou algumas da características da mãe, frisando que, nos tempos que vivemos face à pandemia, estas tiveram que se adaptadas:

PUBLICIDADE

“A minha mãe é plenamente feliz com os filhos e netos à sua roda, a limpar narizes com ranho, a enxugar lágrimas, a adormecer- nos a todos com a sua doce presença. A rir e a dançar. A viver. Agora quando estamos juntas é com todos os cuidados e dores que esta nova forma de amar obriga”, partilhou.

No final, Rita Ferro Rodrigues sublinhou que a mãe é o seu “farol de bondade e cuidado” e ainda “de força e amor” e terminou com uma bonita declaração de amor:

“Quero sempre ser como ela “ quando for grande”. Vou querer sempre. Parabéns minha mãe querida. Amo-te. Muito, muito…“.

PUBLICIDADE

Lê aqui o texto na íntegra:

View this post on Instagram

Esta é a minha querida mãe, faz hoje anos. Já escrevi muito sobre ela ( ainda bem !) mas todas as palavras me parecem sempre insuficientes e curtas perante o amor e admiração que lhe tenho. Não, não é assim com todas mães. Sabemos bem que uma infância feliz dada pelos nossos pais ( os meus sempre juntos num amor avassalador ) é o melhor seguro de saúde que podemos dar aos nossos filhos. Uma infância feliz é tudo. Colo, carinho, atenção. A minha querida mãe faz anos e eu falo com ela todos os dias mas há muito que não a beijo e abraço como ela merece – eu gosto de esborrachar os que amo com beijos, apertá -los até que os pés se levantem do chão numa força de ternura que sempre me surpreende – no caso da minha mãe é fácil, consegue ser mais baixinha que eu mas não se enganem … sempre (sempre) tão maior em tudo. Em 2020, pelas razões que todos sabemos, abracei – a e beijei -a muito menos do que me apetecia, do que ela merece, do que ambas precisamos. Não falamos muito sobre isto – há um certo pudor do sofrimento que não é preciso sublinhar. A minha mãe é plenamente feliz com os filhos e netos à sua roda, a limpar narizes com ranho, a enxugar lágrimas, a adormecer- nos a todos com a sua doce presença. A rir e a dançar. A viver. Agora quando estamos juntas é com todos os cuidados e dores que esta nova forma de amar obriga. Porque obriga, ninguém deseja isto, é doloroso. Tem de ser, bolas. E eu sei que para ela é duríssimo mas aguenta estóica e sem queixas, nunca se lhe ouve um “aí”. Aqui está o meu farol de bondade e cuidado, de força e amor. Quero sempre ser como ela “ quando for grande”. Vou querer sempre. Parabéns minha mãe querida. Amo-te. Muito, muito. E vai -te descalçando que mal nos permitam, esses pés estarão a voar no ar outra vez. Naquele abraço teu. ❤️

A post shared by ritaferrorodrigues (@ritaferrorodrigues) on

Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING