Segue-nos
PUBLICIDADE

Actualidade

Rio diz que objetivo é “sempre ganhar” e rejeita hipótese de Bloco Central

Na parte final da sua intervenção Rui Rio afirmou que os que falam de um Bloco Central “perdem tempo com o sexo dos anjos”: “Perdem tempo com o que não existe nem existirá”, assegurou.

Publicado

em

Por

Rio diz que objetivo é “sempre ganhar” e rejeita hipótese de Bloco Central

Lisboa, 16 fev (Lusa) — O presidente eleito do PSD, Rui Rio, afirmou hoje que o objetivo do partido é “sempre ganhar” e rejeitou qualquer hipótese de Bloco Central.

Na parte final da sua intervenção, e a mais aplaudida do seu discurso inaugural no 37.º Congresso do PSD, Rio afirmou que os que falam de um Bloco Central “perdem tempo com o sexo dos anjos”: “Perdem tempo com o que não existe nem existirá”, assegurou.

PUBLICIDADE

“Uma coisa é estarmos disponíveis para dialogar democraticamente com os outros e cooperarmos na busca de soluções para os graves problemas nacionais, que, de outra forma, não é possível resolver. Coisa diferente é estarmos disponíveis para nos subordinarmos aos interesses dos outros”, acusou.

No seu discurso inaugural no 37.º Congresso do PSD, Rui Rio afirmou a vontade de vencer as três eleições de 2019, “sejam elas regionais, para o Parlamento Europeu ou para a Assembleia da República”.

“O PSD apresentar-se-á aos portugueses como uma alternativa forte e credível a esta governação presa à extrema-esquerda”, assegurou.

PUBLICIDADE

No seu discurso, Rui Rio sublinhou que o PSD “é um grande partido de poder”: “Por isso, o seu objetivo é sempre ganhar. Sempre que nos candidatamos, o nosso imperativo é sermos os primeiros”, afirmou, na passagem que mais aplausos recolheu e que levou alguns congressistas a gritarem “PSD, PSD” de pé.

SMA // JPS

Lusa/fim

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TRENDING