Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

“Estive muito bem… melhor que muitos”: Rui Oliveira Nunes sobre participação na TVI

PUBLICIDADE

Rui Oliveira Nunes lamenta que não tenha resultado, mas adianta que não sente que tenha sido responsabilidade sua…

Publicado

em

Por

Rui Oliveira Nunes / Instagram

Rui Oliveira Nunes deu uma entrevista à Nova Gente esta semana, onde falou sobre a sua experiência em televisão.

PUBLICIDADE

O marido de Manuel Luís Goucha revela pela primeira vez como se sentiu com a oportunidade que lhe foi dada, e tem pena que não tenha resultado, mas adianta que não sente que tenha sido responsabilidade sua.

Na entrevista, o criador de cavalos questionado sobre ter saudades do (pouco) tempo que fez televisão, foi directo e sem medo das palavras:

“Não tenho saudades (…) tenho é mágoa de uma má experiência. Não que não estivesse à altura, porque como sabem, nunca fui nem pretendi ser repórter (…) mas sim por ter sido usado, lançado aos leões. sem que me dessem formação.” lê-se.

Rui Oliveira Nunes critica a posição da  TVI que não se preocupou em lhe dar qualquer tipo de formação, considerando que  teria sido tudo diferente, se isso tivesse acontecido:

“Quero deixar claro que estive muito bem e, mesmo sem formação, melhor do que muitos.”  lê-se na publicação.

PUBLICIDADE

Questionado sobre poder ter sido uma mais valia para o canal,  O marido de Manuel Luís Goucha acredita  que poderia ter ajudado :

“Tenho pensado nisso. Não dessa forma, mas podia ter ajudado. As pessoas com quem me encontrei (produção)… gostavam de mim. Sentia isso, talvez por ser tão genuíno. Guardo , de facto saudade de todos… “ ,lê-se

PUBLICIDADE

Rui Oliveira Nunes, anota também o facto de na altura ter lançado algumas ideias que não foram aceites mas que agora tem percebido que estão a ser usadas por alguns:

“Na altura, também lancei algumas ideias que não foram postas em prática , mas que alguns aproveitaram para usar agora.”,lê-se.

Rui conclui o tema referindo que não acredita que voltará a fazer televisão, mas se surgir um convite o analisará e garantirá que terá formação para tal:

Não acredito nessa hipótese, mas, se surgir um qualquer convite, estarei cá para o analisar inteligentemente. Mas, desta vez, sou eu que exijo uma formação.”, afirma à publicação.

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para analeao@hiper.fm

COMENTÁRIOS

TRENDING