Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Polémica! Quintino Aires revela conversa privada com Cristina Ferreira após saída da TVI

PUBLICIDADE

O psicólogo foi afastado da TVI após declarações polémicas…

Publicado

em

Por

Reproduções/Redes sociais

Quintino Aires foi afastado da TVI depois das polémicas declarações que fez em direto, e que tanta tinta fizeram correr nesta semana, sendo até notícia além fronteiras.

PUBLICIDADE

Depois de ter sido afastado da TVI, o psicólogo esteve na CMTV para falar sobre o assunto: “No domingo, um dos concorrentes [Bruno Almeida] que entrou insinua que a Direção-Geral da Saúde seria homofóbica por ter referência aos homossexuais na lista das pessoas na doação de sangue e também refere que a DGS também aí seria discriminatória porque exige que as pessoas que têm sexo com muitas pessoas estejam algum tempo sem poder dar sangue“, começou por explicar.

“Ora, não faz mal nenhum um concorrente dizer isso, um concorrente de um programa destes não tem obrigação de ter formação, agora estão milhares de pessoas a ouvir e a criar-se uma ideia errada sobre como os processos funcionam“, acrescentou Quintino Aires que recordou depois as suas palavras.

“Quando, na terça-feira à noite, 48 horas depois, chega a altura de comentar, eu senti a obrigação de explicar que as coisas não são dessa maneira“, sublinhou.

Quintino Aires esclareceu ainda: “Comecei a trabalhar em televisão há 24 anos, na TVI, na informação. Durante os anos todos que trabalhei na informação nunca iria usar esse termo. Há 18 anos passei para o entretenimento e no entretenimento fala-se com mais liberdade“.

PUBLICIDADE

O psicólogo explicou depois como se processou a sua saída do canal, revelando que não recebeu qualquer informação da TVI: “Não há aqui nada de errado. Não, não me ligaram [da TVI]. Isso é a parte de falta de educação. 24 anos a colaborar na TVI. (…) A TVI tem a falta de educação de enviar informação sem esperar“, afirmou.

Quintino Aires revela que recebeu depois uma mensagem de uma assistente da administração: “Que horror o que aconteceu. Tivemos que emitir um comunicado e tivemos que o dispensar“, citou. “O documento que a TVI emite tem todo o direito, nem vou comentar“.

O agora ex-comentador da TVI revela que falou com Cristina Ferreira ao final da tarde: “A perseguição na TVI começou muito antes da Cristina [Ferreira] lá chegar. Portanto, isto não tem nada a ver com a Cristina. E quero deixar aqui também claro que, de facto, ao fim da tarde falei com a Cristina, não falámos deste assunto, falámos como dois amigos que somos“, sublinhou.

PUBLICIDADE

“Ela fez um comentário, penso que ela não vai levar a mal, se eu disser o que é a Cristina me disse relativamente a este assunto foi: ‘Fiquei triste que não se tivesse falado consigo antes de se emitir o comunicado’. E depois falámos das nossas vidas (…) e tivemos um longo telefonema na quarta-feira à tarde“, concluiu.

COMENTÁRIOS

TRENDING