Segue-nos

Famosos

Paulo Matos sobre o divórcio: “O coração dela ficou muito partilhado.. trágicamente partilhado..”

O actor conta que percebeu, a dada altura,  que a companheira amava duas pessoas ao mesmo tempo e conta como lidou com a situação…

Publicado

em

video

Cristina Ferreira abordou hoje no seu programa o tema do divórcio, mas na perspectiva dos homens. A apresentadora quis saber o que sentem os homens quando o divórcio acontece.

Para isso convidou o actor Paulo Matos que em 2013, após 23 anos de casamento se divorciou porque, de acordo com as palavras de Paulo, a sua ex-mulher “Tomou opções diferentes..”, começou por explicar.

Sobre o que motivou o divórcio, e sem querer adiantar-se muito, apenas referiu: ” O coração dela ficou muito partilhado… tragicamente partilhado… ela nunca negou, ou seja sempre reafirmou, até ao fim , a vontade de ficar comigo”. 

Paulo conta que percebeu, a dada altura, que a companheira amava duas pessoas ao mesmo tempo, e que lidou com a situação, “De uma forma muito sofrida… Não tenho uma posição demasiado preconceituosa em relação a isso, mas de facto a vida torna-se, impossível,  muito difícil.”

Sobre os momentos difíceis o actor conta que houve bastantes, e que ambos lutaram muito para tentar ultrapassar o momento, mas que não era de todo possível:

“Eu acreditei sempre no regresso, na reconstrução, e lutei muito por isso com tudo o que pude. Com a tentativa até de emendar erros que pudessem haver do passado…”,

Paulo Matos confessou ainda que tanto ele como a sua ex-mulher queriam tentar voltar sentir o que havia quando pensaram aquele projecto a dois, mas que não aconteceu e que foi ele quem acabou por dizer que o divórcio era a melhor opção:

“A certa altura, tentámos repor o jogo … a decisão acabou por ser minha, até para proteger os meus filhos que sofriam com o nosso sofrimento..”

Sobre a fase após o divorcio, Paulo refere que o facto de os filhos terem escolhido ficar com o pai foi importante, porque não iniciou uma nova fase completamente sozinho: “Eu não entrei completamente sozinho… os meus filhos vieram comigo, eles escolheram vir comigo..”  mas o facto de ter terminado aquele projecto que tinha sonhado com a ex-mulher era difícil: “Faltava a família, faltava o projecto da família, e ai é que a emoção é forte.”

Paulo revelou ainda que precisou e procurou ajuda para conseguir ultrapassar a situação: “Tive que procurar ajuda…Estive durante dois, três anos quase com muito pouca força para reagir (…) dentro de mim o núcleo fundamental estava muito destruído”.

Podes ver o momento aqui.

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING