Segue-nos

Mundo

Pais fazem greve em protesto contra os trabalhos de casa dos filhos

A iniciativa, inédita em Espanha, foi promovida pela “Confederação Espanhola de Associações de Pais e Mães de Alunos” (CEAPA), que representa cerca de 12.000 associações.

Publicado

em

pixabay

Em Espanha, os pais de crianças que frequentam a escola pública iniciaram esta semana uma greve de um mês aos trabalhos de casa que os professores atribuem aos seus filhos.

A iniciativa, inédita em Espanha, foi promovida pela “Confederação Espanhola de Associações de Pais e Mães de Alunos” (CEAPA), que representa cerca de 12.000 associações.

A organização desafiou as famílias a recusarem-se a fazer os famosos TPC durante os fins-de-semana de Novembro, noticia hoje o jornal El Mundo. Os argumentos da CEAPA baseiam-se essencialmente no facto de que os trabalhos de casa “invadem o tempo das famílias”, e “violam o direito ao recreio, à brincadeira e a participar nas atividades artísticas e culturais”, tal como vem descrito no artigo 31 da Convenção dos Direitos da Criança.

O presidente da Ceapa, José Luis Pazos, disse ao El Mundo que os pais querem “recuperar o tempo familiar dos fins-de-semana”.

A acrescentou que “também queremos que o modelo mude, e que se dê um salto qualitativo no sistema educativo. Escolas de outros países funcionam sem trabalhos de casa, sem livros de texto, e sem exames e obtêm resultados magníficos”.

Vários estudos têm demonstrado que fazer mais trabalhos de casa não melhora, necessáriamente, o rendimento escolar.

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) alerta que os trabalhos de casa “reforçam a disparidade socio-económica entre os estudantes” e “aumentam o intervalo entre ricos e pobres”.

Fonte: Cm

.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

Recomendamos




Recomendamos




COMENTÁRIOS

TRENDING