Mundo

Pais de adolescentes que façam “bullying” podem ser multados ou enfrentar pena de prisão

Há uma nova lei no estado de Nova Iorque, aprovada recentemente, que obriga a que os pais de crianças autoras de bullying sejam, agora, responsabilizados pelos seus atos. Como? Pagando uma multa, ou passando algum tempo na prisão.

A lei foi aprovada e colocada em prática a 1 de outubro, em North Tonawanda, uma cidade a norte de Buffalo.

A esperança do tribunal de North Tonawanda é que, responsabilizando os pais desta forma, os atos de bullying diminuam consideravelmente.

A pena a ser aplicada é variável: ou uma multa de 250 dólares (cerca de 212 euros) ou 15 dias na prisão, se, num período de 90 dias a criança violar as leis da cidade, entre elas a do bullying.

Os agentes da cidade afirmaram, já, que se trata de uma lei benéfica para todos os menores que sofrem, diariamente com atos de bullying e que pouco ou nada podem fazer.

“Esperamos nunca ter de usar esta lei, mas está lá, para casos extremos”, refere Greg Woytila, superintendente da North Tonawanda City School District, à ABC, acrescentando: “Mas temos de fazer um melhor trabalho e é para isso que lutamos, todos os dias!”

Esta lei surge na sequência da expulsão de quatro adolescentes da escola pública “North Tonawanda Middle School”, por alegados atos de bullying.

COMENTÁRIOS

To Top