Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Nuno Homem de Sá recorda Rogério Samora: “Colega de cena excecional…”

PUBLICIDADE

Nuno Homem de Sá recordou alguns trabalhos com Rogério Samora em conversa com Catarina Siqueira…

Publicado

em

Reprodução/Redes sociais

Durante a noite de ontem, Nuno Homem de Sá esteve à conversa com Catarina Siqueira e, a dada altura, recordou alguns projetos com o ator Rogério Samora, que faleceu no dia 15 de dezembro vítima de uma paragem cardiorrespiratória.

PUBLICIDADE

O ator começou por referir que Rogério era um profissional “muito assertivo e muito sério” e partilhou quando contracenaram na novela ‘Flor do Mar’ da TVI: “Fizemos dois irmãos, o irmão bom e o irmão mau. Ele era o irmão mau. Ele sabotou a história completamente, ele não queria ser o irmão mau, mas aceitou o papel, então esteve a novela a fazer de irmão bom“.

Tinha que me dar tiros, tinha que me espancar, tinha que andar à porrada comigo, roubar-me a mulher, mas não, sempre em bonzinho. Tivemos problemas em termos de dramaturgia, aquilo não batia a bota com a perdigota, mas foi muito engraçado. O Rogério tinha uma cena em que o método dele era transportar a picardia entre os irmãos, aquele ódio que os desunia, para os bastidores. E nós dávamo-nos lindamente“, contou.

Apesar das personagens que interpretaram, Nuno Homem de Sá destacou Rogério Samora como um “colega de cena excecional de temperamento difícil porque era muito perfecionista” e terminou por lamentar a sua morte: “Aquela situação era realmente insustentável […] foi muito tempo“.

Veja o vídeo aqui.

PUBLICIDADE

Licenciado em Comunicação e Media e Mestre em Jornalismo e Comunicação, escrevo sobre televisão, reality shows, famosos e entretenimento...

COMENTÁRIOS

TRENDING