Segue-nos

Mundo

Munição usada para matar Marielle Franco era da Polícia Federal

PUBLICIDADE

Publicado

em

A munição utilizada pelos criminosos que abateram a vereadora Marielle Franco, com tiros de uma pistola de calibre 9mm, na quarta-feira, pertencia a lotes vendidos à Polícia Federal de Brasília, em 2006, avança a RJTV.

Segundo a investigação, os lotes de munições UZZ-18 foram vendidos à Polícia Federal de Brasília pela empresa CBC, no dia 29 de dezembro de 2006.

PUBLICIDADE

A perícia identificou a origem com base nas cápsulas das balas encontradas na cena do crime, e que revelaram estas conclusões.

A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar a origem das munições, e as circunstâncias em que as cápsulas foram encontradas no local do crime. A vereadora e o seu motorista foram assassinados na quarta-feira, no Rio de Janeiro.

Marielle Franco, de 38 anos, que foi a quinta vereadora mais votada no Rio de Janeiro nas eleições de 2016, e foi morta a tiro dentro do carro, na quarta-feira.

PUBLICIDADE

A autarca tinha participado, ao início da noite, num evento denominado “Jovens Negras Movendo as Estruturas”.

Conhecida pelas causas que defendia, a morte da vereadora causou comoção no Brasil.

Apaixonado por rádio, notícias e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web...

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

COMENTÁRIOS

TRENDING

v