Segue-nos

Mundo

Mulher de 104 anos derrota o COVID-19, depois de já ter sobrevivido à gripe espanhola em 1918

“A sua recuperação foi uma grande alegria para nós e um sinal de esperança para todos os que sofrem nestes dias tão difíceis…”, revelou a médica…

Publicado

em

Por

Daily Mail | Reprodução

Ada Zanusso, uma italiana de 104 anos de idade, já tinha sobrevivido à pandemia da gripe espanhola em 1918 e, agora, em pleno século XXI, tornou-se a pessoa mais velha do mundo a sobreviver ao Covid-19.

Como conta o Daily Mail, Ada ficou doente no dia 17 de março, enquanto estava num lar de idosos em Biella, no norte de Itália, oito dias após o governo italiano impor o recolhimento.

Ada fez o teste ao Covid-19 após sofrer de vómitos e dificuldades respiratórias e o mesmo deu positivo. Giampiero, filho de Ada, disse ao The Sun:

“Suspeitei que fosse coronavírus, devido ao número de acasos no lar. Infelizmente eles tiveram por lá algumas mortes.”

Carla Furno Marchese, médica de Ada acrescentou: “Ela está de pé e consegue caminhar até à cadeira. Não perdeu a lucidez e inteligência. A sua recuperação foi uma grande alegria para nós e um sinal de esperança para todos os que sofrem nestes dias tão difíceis”, revelou.

Mas as boas noticias não ficam por aqui. As autoridades italianas disseram ontem que em breve poderão aliviar as restrições após a queda do número diário de mortes por coronavírus. As 525 mortes por covid-19 de ontem relatadas pelo serviço de proteção civil foram as mais baixas deste país desde que 427 mortes foram registadas a 19 de março.

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING