Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Morreu o ator Carlos Miguel. O “Fininho” do concurso ‘1,2,3’

PUBLICIDADE

O ator de comédia e revista faleceu aos 77 anos, em Santarém.

Publicado

em

Por

Arquivo RTP

Carlos Miguel, o popular “Fininho” do concurso ‘1,2,3’ da RTP, faleceu este sábado, 19 de junho, em Santarém. Aos 77 anos, o ator encontrava-se internado no Hospital de Santarém devido a uma doença prolongada.

PUBLICIDADE

“Encontrava-se doente, desde há algum tempo, doença essa que o levou à morte ocorrida esta tarde”, anunciou o Teatro Maria Vitória, através da página no Facebook. “Há vários anos que residia no Granho, na zona de Almeirim, concelho de Salvaterra de Magos. O seu corpo irá exatamente, amanhã, domingo, para o crematório de Almeirim. Dada a situação de confinamento na Área Metropolitana de Lisboa, não será possível, infelizmente, acompanharmos as cerimónias fúnebres”, foi ainda divulgado pelo teatro na tarde de sábado.

Com uma carreira de cerca de 40 anos, Carlos Miguel foi ator, artista plástico e escritor. Fez sucesso no teatro de comédia e revista, tendo passado grande parte da sua carreira no Parque Mayer, em Lisboa. Contudo, um cancro nas cordas vocais obrigou o artista a afastar-se dos palcos e a refugiar-se numa aldeia ribatejana.

Em entrevista à RTP em 2006, Carlos Miguel lamentou o afastamento do teatro devido à doença e que os portugueses não gostem  desta forma de expressão da arte. “Aqui não gostam de teatro, este povo não gosta ou, pelo menos, habituaram-se a não gostar”, disse. “Isto é a minha grande mágoa. Uma mágoa tão grande e profunda, pior do que a doença que tenho”, acrescentou ainda, relativamente também ao afastamento.

Em televisão, o artista participou em várias séries como “Eu Show Nico”, “Nico D’Obra”, “Trapos e Companhia”, “Os Andrades”, “Polícias”, “Reformado e Mal Pago” e “Médico de Família”.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

TRENDING