Segue-nos

Música

Morreu o músico Samuel Bastos

O músico português, de 32 anos, foi encontrado morto em casa, na Suiça

Publicado

em

Meloteca / Instagram

Desconhecem-se para já as causas da morte de Samuel Bastos, oboísta nascido em Barcelos. Tinha 32 anos de idade e era solista da Orquestra da Ópera de Zurique, na Suíça.

Foi encontrado morto, este domingo, dia 19 de maio, de manhã, em casa, em Zurique, na Suiça, onde residia. Era um nome consagrado na música erudita, tendo já vencido vários prémios em Portugal, Itália, Finlândia, Estados Unidos da América, Reino Unido e Suiça.

Samuel começou a estudar música no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, em Braga. Partiu depois para Zurique, onde continuou os estudos e deu início à carreira.

Aos 17 anos integrou a European Union Youth Orchestra, mais tarde na European Wind Orchestra e realizou várias digressões como solista, pela Europa, Rússia, Estados Unidos da América, Japão e China.

Ao longo do seu percurso profissional trabalhou com solistas, compositores e maestros de renome internacional.

O seu último concerto realizou-se a 14 de janeiro deste ano, na Ópera de Zurique.

O professor e músico Francisco Luís Vieira disse hoje que com a morte do oboísta Samuel Castro Bastos se perdeu “um dos melhores da música” à escala internacional, recordando o seu talento, bondade e ligação a Portugal.

“É uma referência nacional e internacional, uma figura de topo na música. Perdemos um dos melhores da música, não apenas um oboísta, mas um dos melhores instrumentistas da atualidade à escala internacional”, disse à agência Lusa Francisco Luís Vieira.

Samuel Bastos nasceu em 1987 numa família de músicos e iniciou os estudos musicais com o seu pai quando tinha 7 anos.

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING