Segue-nos
PUBLICIDADE

Lifestyle

Modelos plus-size pedem para “parecer magras”, e mostram como o photoshop muda tudo

PUBLICIDADE

Publicado

em

Por

Estas modelos plus-size divulgaram uma fotografia, para mostrar como o Photoshop pode ser, de facto, uma ilusão…

PUBLICIDADE

“Queremos mostrar às mulheres que está tudo bem se forem mulheres ‘normais’, se tiverem celulite, se tiverem marcas no corpo, se tiverem barriga e não um estômago super-fit e tonificado!”

Todos sabemos que hoje em dia o photoshop é uma poderosa ferramenta, principalmente em revistas de moda e revistas femininas e masculinas, retirando-se a celulite, bem como as manchas na pele, e tonificando-se outras partes do corpo.

Estas duas modelos plus-size deixaram bem claro, com uma fotografia que acabaram de divulgar, que o Photoshop é, muitas vezes, utilizado em exagero, modificando os corpos em demasia.

No instagram, Diana Sirokai e Callie Thorpe partilharam uma fotografia que em muito foge à realidade e a diferença com a fotografia original é abismal!

PUBLICIDADE

A fotografia original:

“Não admira que as mulheres estejam cheias de inseguranças! Durantes anos, foram submetidas a imagens de corpos perfeitos e, frequentemente, alterados, expostos em todos os media. Apesar do Photoshop ser uma ferramenta importante e útil nalgumas indústrias, quando se trata de editar e de alterar corpos, estamos a falar de alterar pessoas…

PUBLICIDADE

Penso que na fotografia original a @dianasirokai e eu somos duas pessoas perfeitamente normais, duas amigas a sorrir para uma câmara. Queremos mostrar às mulheres que está tudo bem se forem mulheres ‘normais’, se tiverem celulite, se tiverem marcas no corpo, se tiverem barriga e não um estômago super fit e tonificado. Sejam felizes com os vossos corpos e com as pessoas que verdadeiramente são”, escreveu Callie.

As modelos pediram à foógrafa Karina Poltavtceva para, deliberadamente, alterar os seus corpos utilizando o Photoshop, com o objetivo concreto de mostrar o quão frequente é este processo em revistas e em publicidade.

A fotografia modificada:

“O objetivo foi mostrar aos media de que forma eles elevam o Photoshop a todo um outro nível…”, explicou Diane Sirokai, em declarações ao The Independent, acrescentando:

PUBLICIDADE

“As modelos e as celebridades raramente se parecem com elas próprias. Vivemos num mundo super falso, está na altura de trazer a realidade de volta! É preciso trazermos a nossa essência de volta, e destruirmos essa outra imagem que temos de nós. É preciso sermos donas de nós próprias, de novo.”

Com inúmeros comentários positivos à fotografia divulgada, as pessoas começam a aperceber-se, cada vez mais, da utilização abusiva do Photoshop e da frequência com que esse processo é feito.

Mas, infelizmente e contrariamente àquilo que maior parte das pessoas pode pensar, a manipulação da imagem não se cinge apenas ao uso incorreto e abusivo do Photoshop em campanhas de publicidade e nos media. Aplicações como Spring e Facetune fazem o mesmo, permitindo que, por exemplo, uma pessoa mais velha consiga alterar a sua imagem colocando-se mais magra e sem manchas na pele, antes de postar a sua foto no Instagram.

Com este post, as modelos Diana Sirokai e Callie Thorpe conseguiram, contudo, fazer um alerta importante: todos os corpos são bonitos como são, na sua essência e não devíamos estar todos a lutar contra a realidade, tornando-nos falsos. Devemos viver na essência de quem somos.

PUBLICIDADE
Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING