Segue-nos

Famosos

Merche Romero sobre ‘ausência’ do pai do filho: “O filho é feito a dois por alguma razão…”

PUBLICIDADE

Depois do post que fez, onde deixou “críticas” ao pai do filho, Merche Romero esteve no “Manhã CM” a falar do tema…

Publicado

em

Merche Romero sobre ‘ausência’ do pai do filho: “O filho é feito a dois por alguma razão…”
Merche Romero/Instagram

Foi na passada quinta-feira, 2 de setembro, que Merche Romero recorreu às redes sociais para deixar uma mensagem muito importante sobre mães que educam os filhos sozinhas:

PUBLICIDADE

“ATENÇÃO ⚠️⚠️⚠️. Bom dia a todos!!!! Mas hoje em especial a TODAS … A TODAS AS MÃES que FICAM responsáveis por Cuidar e Educar os seus filhos apenas porque sim!”, começou por escrever, dando depois o seu exemplo em concreto.

PUBLICIDADE

Recorde aqui: Merche Romero lança críticas ao pai do filho: “Um filho não se descarta…”

Esta segunda-feira, 6 de setembro, Merche Romero esteve no programa “Manhã CM”, à conversa com Ágata Rodrigues e Duarte Siopa e falou sobre o post e o tema em questão.

“Na verdade é assim, eu estou bem, eu prefiro sempre ver o lado positivo (…)”, começou por dizer.

PUBLICIDADE

Merche Romero destacou então que a guarda partilhada do filho, António, de 10 anos, não está a ser respeitada pelo pai, Tó Pereira, e que, ao longo destes últimos anos, tem cuidado do filho apenas com a ajuda da mãe.

“Hoje aceitei o convite mais para servir de exemplo para todas as mulheres que se identificaram com o meu post (…) e isso é que está errado, porque é que tantas mulheres se identificam comigo? O que é que está errado? (…)”, questionou depois.

“Eu não queria o mesmo para o meu filho”

Destacou de seguida que, por ter tido um pai ausente, não queria de todo que o mesmo acontecesse ao filho, no entanto as coisas acabaram por não ter o desfecho que gostaria.

PUBLICIDADE

Merche Romero assumiu que precisou de ajuda médica para conseguir ultrapassar a “revolta” que sentiu e que só assim conseguiu “força” para continuar a cuidar e educar António, de 10 anos:

“Eu tive que me tratar, eu tive que ir a um psicólogo (…) é muito fácil entrar em desespero com uma criança nos braços (…) esta situação sempre foi instável, para o meu filho principalmente (…)”.

“Eu não vim aqui atacar ninguém”

No final, Merche Romero deixou um “recado” em direto e ainda um apelo: “O filho é feito a dois por alguma razão, não é porque é gerado na barriga da mãe que a responsabilidade total da educação e do crescimento é da mãe (…)”, referiu.

E acrescentou: “Peço que toda a gente se torne um bocadinho melhor, que olhem para dentro e pensem “o que é que adianta estas guerras?” (…) as crianças não merecem chorar ou ter traumas por culpa dos pais (…)”, terminou.

Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Licenciada em Comunicação e Media, todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

COMENTÁRIOS

TRENDING

v