Segue-nos

Mundo

Menino que ficou conhecido por vestir “camisola” de Messi teve, afinal, um destino triste

Publicado

em

Em 2016, a imagem de um menino com uma camisola da selecção argentina, feita em plástico, correu o mundo.

A camisola tinha o nome de Messi nas costas. O sonho de conhecer o seu ídolo tornou-se realidade pouco depois.

O encontro entre o craque e o seu jovem fã, cujo nome é Murtaza Ahmadi, aconteceu graças à Federação Afegã de Futebol.

Tendo que viajar mais de 3.000km, o jovem afegão foi presenteado com a oportunidade de conhecer o astro do Barcelona pessoalmente. Isto foi possível porque o Barcelona estava em Doha, no Qatar, para disputar um jogo particular.

Veja o video:

Mas, apesar de toda a atenção mediática, o destino do pequeno Murtaza não foi o melhor: o menino vive agora na rua.

Segundo a agência EFE, Murtaza vive numa das ruas do Afeganistão com a família, que anterirmente viviam num dos locais mais seguros do distrito de Jaghori.

Depois do ataque dos tãlibas, no inicio do mês de novembro tudo mudou. Ahmadi vive com os pais e com os quatro irmãos num abrigo de refugiados.

“Tenho muitas saudades da minha casa em Jaghori. Aqui não tenho bola e não posso jogar futebol ou sair à rua”, disse o menino, lamentando ter perdido o rasto às camisolas que o craque argentino lhe tinha dado em Barcelona.

Mundo

Bebé que nasceu com “madeixa” branca faz sucesso nas redes sociais

Publicado

em

Uma menina que nasceu com uma madeixa branca no cabelo está a fazer furor nas redes sociais no Brasil. A mãe da criança, a publicitária Talyta Youssef, de 40 anos, revelou que a Maternidade Sofia Feldman, em Tupi, Belo Horizonte, parou para conhecer a “menina da mechinha”.

Segundo ela, foi até difícil sair do hospital devido à muita curiosidade que despertou

“A primeira selfie dela foi tirada com minutos de vida. No dia em que recebi alta, todo mundo pedia para tirar fotos com ela…”

O estrelato de Maya saiu da maternidade e está a conquistar o mundo depois de um ensaio fotográfico feito por Paula Beltrão, nove dias depois do nascimento, como conta o R7.

A fotógrafa, que ficou encantada com a marca da menina, ofereceu as fotos ao se deparar com “tamanha beleza”.

“Foi muito especial fazer este trabalho. A mecha é um charme e a Maya é extremamente boazinha. Eu pensei em toda cenografia para destacar os fios reluzentes do cabelo dela…”

Além da decoração marcada por tons brancos e prateados, um elemento natural completou as cenas: a mecha dos cabelos da própria mãe da bebé. Assim como a filha, Talyta Youssef tem a mesma marca desde que nasceu.

Trata-se de uma alteração na produção de melanina, conhecida como piebaldismo. A desordem genética é hereditária, e já está na família, de origem síria, há várias gerações. Além das duas, o avó, a mãe dela, uma tia e dois primos têm a mesma condição.

Maya é a primeira filha do casal, e nasceu de uma gravidez não planeada. Talyta e o marido moravam na Áustrália há quatro anos quando souberam da gestação, em fevereiro deste ano. Por questões de saúde, eles voltaram para o Brasil e, novamente, a filha apanhou o casal de surpresa.”

“Eu não esperava toda esta atenção… Estamos achando engraçado…”

 

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS

TRENDING